Amor Myself

Super Exigentes??

11/03/2009

 

A revista Marie Claire de março traz uma matéria chamada “Até quando esperar por ELE?”, que fala sobre mulheres super exigentes (vale a pena ler!). Que fenômeno é esse? Até não muito tempo atrás, era muito mais comum encontrar mulheres que topavam se relacionar com qualquer cara que aparecesse, não importando se ele preenchia ou não os “requisitos básicos” que cada uma possui quando pensa no “Cara Certo“. Hoje, o que mais vemos são dezenas de mulheres lindas-inteligentes-viajadas-independentes-sofisticadas-bem-resolvidas e…sozinhas! Pra começar direitinho o post-polêmica, vou esclarecer o MEU ponto de vista. Acho uma babaquice sem tamanho a mulherada se preocupar em casar antes da idade “X”, em ficar pra titia, em estar ‘encalhada’ e todas as variantes do tipo.  Se quer casar pra provar para os outros que conseguiu, pra mostrar para as amigas que não ficou pra trás ou até pra provar para si mesma que não é uma coisinha desprezível e alguém te quer, arranje outra coisa para fazer. Please.

Em segundo lugar, devo admitir que sou uma super-exigente assumida. Não, não estou esperando um homem lindíssimo, saradíssimo, inteligentíssimo, elegantíssimo, riquíssimo e sofisticadíssimo – ele não existe. Sou exigente com aquilo em que acredito. Por exemplo, acredito em fidelidade, em respeito, em admiração, em tesão mútuo, em gostos parecidos, em valores compatíveis. E não, não acredito nem por um segundo que eu consiga ser feliz e contente com alguém que não preencha esses requisitos. Também acho ridícula essa mania que as pessoas têm de agir como se tivéssemos um “prazo de validade para o amor“. Que é isso, people? Vou esperar por ELE até o dia em que ELE chegar – e ELE VAI chegar! Enquanto isso, aproveito faceira a minha liberdade, sigo me aprimorando como ser humano e fazendo as coisas que gosto e que me interessam, sem me preocupar com datas, com prazos, com idade ou com o fato de que o tempo está passando.

Passar por cima do que a gente sente só pra ter alguém do lado vale a pena? I don’t think so

E vocês?

5 amaram.

Você também poderá gostar

31 Comentários

  • Responder * fernanda lino 11/03/2009 at 7:30 pm

    Concordo com vc! I don’t think so too!
    é claro que principes encantados não existem neh ( ai que pena… ) mas melhor sozinha do que mal acompanhada! Certas coisas não podemos abrir mão em um relacionamento… daí, melhor ficar sozinha.

    adorei o post!!!

    bjooosss =D

  • Responder Ale Vernier 11/03/2009 at 7:43 pm

    Paulinha, adorooo os teus textos… de uma precisão impressionante! Também sou da corrente de que o companheiro de vida que a gente ESCOLHE… tem que fechar e MUITO com o que pensamos! Os opostos se traem, sempre! E levam à uma vida cheia de frustações, tristezas e acusações mútuas… e haja terapia depois pra pôr fim à herança maldita, hehehe. O bom da vida é estar do lado de quem acima de tudo acredita nas mesmas coisas que a gente, que compreende o nosso ponto de vista e que, acima de tudo, respeita as pequenas diferenças que devem existir para a continuidade da relação. E outra, nada de outorgar ao eleito a chave da felicidade da gente… isso é a maior roubada… o amor tem que ser um caminho trilhado por companheiros de jornada. E vou ter dizer … é muitooo simples…o ser humano é que tem mania de complicar 😉
    Além disso, nada como estarmos na melhor cia do mundo, a nossa, para descobrirmos o que ( e quem) realmente nos faz bem.

    Viva a felicidade!!!

    Bjo

  • Responder Aninha 11/03/2009 at 7:43 pm

    Com certeza… concordo com vc!
    Mas conheço garotas que esperam até demais viu… parece que elas tão esperando um principe encantado…
    Eu, mesmo sendo nova, achei uma super pessoa que me completa… sem ser extravagante ou um sonho (se bem que eu acho né..) mas sendo ele mesmo!
    É a primeira vez que entro aqui e gostei muito!
    Dá uma passadinha lá no meu blog qualquer hora!
    um grande beijo!!!

  • Responder *Renata Costa* 11/03/2009 at 8:02 pm

    *Aplaudindo de pé*

    Olha moça eu sempre leio seu blog (todo dia na verdade), mas nunca comento e preciso te dizer: com 100% de certeza foi um dos textos mais coerentes e diretos com relação ao assunto que eu li! 🙂

    Meu sinceros parabéns

  • Responder Lêda Villas Bôas 11/03/2009 at 8:08 pm

    Paula tudo bom??
    Concordo plenamente com vc, Amo seus textos eles são precisos.
    Prefiro ficar só do que com um Homem “Malacabado”, só pra dizer pra sociedade que tou com um macho. Me poupe viu!!!!
    E eu tb sou exigente e não tenho vergonha nenhuma em admitir.
    Beijuss

  • Responder kelly pinheiro 11/03/2009 at 8:21 pm

    Paulinha,

    Parabéns pelo texto, tenho esta Marie Claire e já li a reportagem. Também já não sonho com o príncipe encantado, pois não existe mesmo. Sou uma mulher especial, batalhadora, amiga, sincera…. só quero alguém sincero, honesto e algumas coisitas mais, mas o mais importante é que me respeite e me faça feliz.

    Beijos
    Kelly Pinheiro

  • Responder Vivian Martins 11/03/2009 at 8:33 pm

    Sou suspeita, pois acredito sim em príncipe encantado, mesmo por quê se ele não estiver por perto faço uma longa jornada até o seu reino….
    bjs

  • Responder alda 11/03/2009 at 8:34 pm

    Acerca do que vc. falou fiquei pensando, na sociedade em que vivemos parece que só os “jovens” podem encontrar o amor, então fica esse desespero angustiante de encontrar alguém antes da idade X, pq. se vc. chegar na idade Y sem ninguém pode esquecer rsrsrrsrs, tô fora disso tbm. acho uma bobagem sem fim, como vc. me disse “É pra acontecer, acontece! o que não é, mesmo que a gente queira muuuuito, não” As vezes ouço e vejo coisas que pareço estar no século passado onde uma mulher não era NA-DA se não tivesse casada, aff que tristeza…
    bjão querida e matou a pau esse texto!

  • Responder Lola 11/03/2009 at 8:52 pm

    Concordo que o que interessa são os valores, o respeito, carinho, amizade, companheirismo… E ele sempre chega!

    Beijão Paulinha.

  • Responder Carolina 11/03/2009 at 9:10 pm

    Oie Paulinha! Nossa.. adorei o texto também, assim como a maioria das leitoras! Mas como vc já sabe, minhas opiniões ou conclusões quase sempre são envoltas em polêmicas (me desculpem pelo comentário anterior, meninas!) rsrsrs. Mas vejam bem, não é este o objetivo no momento, o que quero é tentar compreender algumas situações particulares e individuais. Sim, concordo que “antes só do que mal acompanhada” e que “enquanto nao aparece o certo eu me divirto com os errados” são teorias bestas. Mas até que ponto elas seriam? Por isso a razão dos meus questionamentos. Gostaria de saber de vcs como são os seus “relacionamentos” enquanto não aparece o cara “certo”. Eu particularmente tenho meus desejos como todos os seres humanos e não sou hipócrita, falo mesmo! Sexo pra mim é muito importante, mas nao me considero uma ninfomaníaca. Tenho apenas desejos e necessidades naturais… enfim!!! Então.. contem como se relacionam nesse intervalo de tempo (que pode durar décadas hein.. rsrsrsrs)!
    Sweetbeijos pra todas (como diz a Paulinha)

  • Responder Cássia Viude 11/03/2009 at 9:46 pm

    Super concordo!

  • Responder Lou 11/03/2009 at 11:16 pm

    Eu tô nessa!
    Não quero ficar com alguém apenas para preemcher o vazio, a falta que existe dentro de mim.
    Quero alguém acima de tudo para compartilhar, respeitar, amar e crescer. E tem que ser a dois, essa coisa de carregar um relacionamento nas costas sozinha não dá mais. Não cabe, essa roupa na serve.
    Saber esperar vale a pena, melhor do que ficar em festas de aniversário se lamentando com as amigas o quanto o bofe te faz sofrer.
    Vamos em frente!
    Solteira sim, desesperada nunca!!!
    Beijos montes,
    Lou

  • Responder Paty 11/03/2009 at 11:19 pm

    Paulinha,
    Concordo com vc em genero, grau e número…
    Seu texto foi perfeito … É tudo que sempre pensei e nunca consegui expressar…
    Afinal, o que importa é a minha opnião a respeito da minha vida, a opnião dos outros se for boa e agregar valor a gente considera, caso contrário vamos ignorar …
    Beijos e Parabéns…

  • Responder Vivi 11/03/2009 at 11:43 pm

    Paula,

    Acredite sim em Principe encantado pq é bom e vale a pena. Quando vamos ficando mais velhas a exigencia cresce sim, é verdade. Outra coisa que contribui para o desespero após os 30 é o fato de ter ou nao filhos.
    Eu conheci Elle aos 30, foi uma linda e romatica estória de amor, como nos conhecemos, como nos envolvemos e como nós decidimos casar e viver “pra sempre” …I hope.
    Acredite até mesmo que esse lindissimo, saradissimo, riquissimo, respeitador e romantico existe, pq querendo muito voce encontra.
    Beijinhos
    PS. Aproveite a sua solteirice, curta bastante e seja feliz!

  • Responder Amanda Pessoa 12/03/2009 at 12:01 am

    Oi, Prima,
    Concordo com tudinho que vc falou!!!!!!!!!!!
    E eu amo seus textos.
    Fazia umas duas semanas que não aparecia, mas as surpresas foram ótimas!
    Beijos

  • Responder Danni 12/03/2009 at 1:55 am

    concordo plenamente!
    é terrivel a pressão pra que a gnt encontre alguém… e nao sao só as amigas, mas a familia, os colegas de trabalho… é um saco!!
    e eu sou exigente siiiiim. bem cm tu falou!

    só nao vale tbm aquele papo de velhos q nao encontraram ninguem e sao recalcados qdo alguem mais novo encontra o amor “MAS JÁ?? TAO NOVINHA PRA CASAR!!” hehehe tem gnt q nao se decide!! 😛

  • Responder Kaká Marinho 12/03/2009 at 9:41 am

    Paula, esse é meu problema (seria um problema!?). Fico esperando o Mr. Right e raramente me relaciono (namoro) com alguém. Considero-me super exigente mesmo, e não sei se isso é bom ou ruim. Idealizo muito, sabe?! A pessoa tem que ter a ver comigo, no mínimo. Engraçado ter lido esse post hoje, não é por acaso, pois tenho um “date”. O engraçado é que, antes mesmo dele acontecer, já estou colocando alguns defeitos. Vamos ver, neah!?
    Beijo

  • Responder Carol Scheid 12/03/2009 at 12:33 pm

    Linda!
    amei o texto
    beijos

  • Responder Carla 12/03/2009 at 12:47 pm

    Concordo ! Fiquei sozinha uns dois anos depois de um longo namoro, e não estava nem um pouco preocupada em encontrar alguem! Estava em uma fase de conhecimentos, e apesar de me enquadrar nas “mulheres exigentes” eu namoro hoje um cara que não preenche tooodos os pre requisitos que tinha em mente, mas os principais ele preenche e as vezes novas “exigencias” tb, pq a gente vai mudando né?!

    beijocas

  • Responder fernanda 12/03/2009 at 1:09 pm

    Oi Paulinha!!!Me identifiquei muito com esse post!!! Eu tbm prefiro esperar… nao espero perfeicao, mas preciso me sentir muito atraida, o cara pra mim tem que ter bom gosto, ter charme, e outras coisinhas mais, nao precisa ser lindo, mas precisa me chamar a atencao de alguma forma. Nao consigo ficar com alguem que eu nao sinto muuita atracao, so pra mostrar para os outros, por isso sou muito criticada…eu tbm sou super-exigente, mas depois desse post ja nao vejo isso como um problema!!! Parabens, mais uma vez arrasando nos posts!!! beijos Fernanda

  • Responder Hella 12/03/2009 at 6:10 pm

    Concordo completamente e plenamente !!! Tambem sou super exigente mas desde que me apaixono da pessoa certa, fico a ser um bocado mais indulgente!
    Ha pouco decidi parar de esperar, viver a minha vida e ser feliz por mim propria, e nunca me senti tão bem!! A minha felicidade devo-a a mim propria e torna-me mais independente! Agora o princepe encantado tambem espreito por ele mas que venha quando quiser que eu não vou esperar por ele pra ser feliz!!

    Puz um tradutor no meu blog, sei que é da google e muitas frases não tem sentido mas pronto espero que possas comprender melhor o que digo por la 😀

  • Responder silvia 12/03/2009 at 7:56 pm

    Eu tenho resposta pronta quando ouço que sou exigente demais (principalmente vindo de gente com marido/namorado): “ao contrário de você, casada com esse lixo humano”. Recalcada mas funciona!

  • Responder Angelita Nazário 12/03/2009 at 8:11 pm

    I don’t think so, too!!!
    Mas já compartilho minha felicidade com outra pessoa amada, my boyfriend the is Alex Weber. Sou uma mulher linda-inteligente-sofisticadas-bem-resolvidas e comprometida!!!!!!

    Sejam felizes!!

    bjussssssss!!!!!

  • Responder Desiré 12/03/2009 at 8:50 pm

    Paula, vc arrasa nos seus textos!!
    É por essas e outras que TODOS os dias estou por aqui!!
    Adoro vc!!!

  • Responder camila 13/03/2009 at 2:16 pm

    num mundo tão moderno como o de hoje, esta preocupação de estar solteira era a última coisa que deveria existir…

    a única preocupação que devemos ter é em ser felizes e vivermos bem com as pessoas do nosso lado, não importa se é um namorado, marido, ou mesmo sua mãe, seu pai, seus amigos…

    viver bem é o certo, e não viver sozinha ou casada… porque isso tanto faz…

    tem aquela frase que é muito boa: no final o que conta não são os anos de sua vida, mas a vida de seus anos… não é verdade?

    beijos

  • Responder Mircea 15/03/2009 at 2:15 pm

    Eu assino embaixo!!!!!
    Bjks
    Mi

  • Responder Viviane 30/12/2009 at 10:55 pm

    Poxa eu não te conheço, mas acabei caindo aqui.
    Eu procuro um principe encantado ainda sabia?
    Ah, o homem tem que ser gato sim, senão não me atrai nem querendo. Mas beleza por si só não preenche, dai que vem o companheirismo, o respeito e o bom papo, logo o homem precisa ter conteúdo.
    No entanto, se o cara não tiver um norte na vida profissional também não rola. Quem quer carregar um estorvo na vida? Ninguém! Então o cara tem que ser bem sucedido naquilo que faz, o que não quer dizer rico, mas ter condições de se manter e manter uma família numa boa.
    Enfim,
    acho que procuro o príncipe encantado sim, e várias pessoas já me criticaram por causa disso. Mas não adianta, só me sinto atraida por cara gato e a maioria desses não tem nada além da beleza pra oferecer….

  • Responder Schweizerische 11/09/2010 at 4:30 pm

    “Hoje, o que mais vemos são dezenas de mulheres lindas-inteligentes-viajadas-independentes-sofisticadas-bem-resolvidas e…sozinhas!”

    Estão sozinhas porque são exigentes demais. Acham que por terem tais “qualidades”, podem exigir absurdos de homens.

    A maioria dos homens são trabalhadores e são achatados pela carga tributária brasileira. Não são ricos. E em sua maioria, de beleza mediana.

    Vejamos: um cara lindo-inteligente-viajado-independente-sofisticado e de vida bem resolvida e hetero… Se não é casado e fiel, está por aí galinhando a beça, mesmo porque, mulher é o que não irá lhe faltar.

    Homem feio, magrelo, gordo, pobre, humilde… Tem de sobra.
    A maioria é assim.

    O super homem gatão e rico, “perfeito” e que muitas mulheres querem…
    É privilégio de poucas mulheres (ou se ele é galinhão, privilégio de várias mulheres de beleza exuberante – homem muito bonito rejeita baranga, é fato).

    E NÃO existe príncipe encantado. Contos de fadas é história pra criança… Que sempre tem um fim alquímico (“… e viveram felizes para todo o sempre.”);

    Ou estas mulheres param de exigir tanto, ou vão acabar chegando aos 40 anos cheias de rugas… E sozinhas (sozinhas porque fracassaram, não porque quiseram ficar sozinhas).

    O homem comum não liga para os seus diplomas, suas viagens feitas, e, nem liga para o seu dinheiro. O homem poderoso… Este exige tanto quanto as mulheres ultra exigentes.

    É tudo tão fácil. As mulheres de ego ultra inflado é que complicam tudo.

  • Responder Edlene Brasileiro 11/02/2011 at 10:48 pm

    “Príncipe encantado não existe! É isso o que a gente tem de pôr na cabeça para encontrar o amor. O que existe é alguém que sabe lidar com os tropeços de uma relação, entende quando o outro acordou de mau humor e está disposto a conversar para resolver uma situação. Brigas e desavenças sempre existirão, mas, quando se tem respeito pelo parceiro e pela relação, aprende-se a abrir mão de algumas expectativas para lidar com uma pessoa real.”

  • Responder Tom 13/09/2011 at 11:22 pm

    O capitalismo estragou a humanidade, essa é a verdade, hoje tudo e todos tem um preço. Agora, para uma mulher ser exigente, ela tem que ter qualidades exigidas pelo homem que ela almeja. Não adianta querer um cara top model, milionário com doutorado em medicina se ela não tiver os atributos que esse cara procura em uma mulher. Darwin já viu esse comportamento em macacos há muito tempo atrás, as fêmeas brigavam pelo líder do bando e as que perdiam não queriam os machos que não eram líderes, ficavam sozinhas. Não pensem que vocês são grande coisa, no fim se comportam como suas ´amigas´ primatas.

  • Deixe seu comentário