Myself

Sobre blogs e blogueiras de novo

27/07/2015

Fico imaginando o que as pessoas que lêem blogs sentem quando vêem posts sobre eventos bombásticos abarrotados de blogueiras postando freneticamente sobre. Como frequentadora esporádica desses eventos (nunca entendi como e porque algumas pessoas vão a todos!!) posso dizer que nessas horas deixo de ser ‘blogayra’ pra virar leitora. Me dá nos nervos, me dói nos cornos. Eu sou forasteira aqui no Rio, e, até hoje, só fui tratada de modo amigável em três – nos quais tive a sorte de encontrar blogueiras amigas virtuais das antigas. Nos outros, sem mentira, as pessoas parecem querer vomitar na sua cara. Ninguém troca uma palavra, um olhar, nada, mas ficam postando um evento cor-de-rosa do amor no Instagram que…é fake e não existe. Tô fora. Em tempos de ‘tem mais lá no meu Snapvida real é artigo de luxo. Já perdi a conta de quanta gente conheci ao vivo cujo Instagram eu acompanhava e me decepcionei 100%: ou é carão sem motivo, ou é foto pensada/posada/filtrada demais ou é gente que se leva a sério num nível patético. Não tenho nem saco, nem tempo, nem vontade pra isso.

fakeh

 

Eis que ontem recebi uma mensagem da Dani Honorato, do Unha Bonita, que dizia o seguinte:

“Acompanho sua vida, muito feliz por você, viu? De todo coração. Te vi na Fátima, vi seu casamento e, claro, sua nova vida! Mesmo longe, torço demais por você. Conta comigo sempre que precisar. E por favor, manda um beijo pra sua mãe. Tô orando todo dia por ela, aquela querida que adoro.”

E aí ganhei meu dia, porque sou dessas que acredita em amizade verdadeira. Em carinho genuíno e em ficar feliz pra valer com as conquistas alheias. Sinto isso pela Dani e por outras pessoas da blogsfera (beijo Marina Smith, Ana Farias, Vanessa Musskopf, Ana Soares, Barbara Resende, Vic Ceridono, Julia Morales e quem mais meu Alzheimer me impediu de lembrar) de um jeito bonito. Sabe quando você acompanha a pessoa há anos, se sente íntima, sabe de muitos capítulos da sua novela mexicana de vida, já bateu papos-cabeça inesquecíveis e nunca viu (ou viu poucas vezes) a pessoa? Pois é! Sabe aquela sensação de poder pedir um favor de boa, sem constrangimento? Então! E pensar que pessoas que ajudei tipo muito no passado, quando mandei um release do primeiro livro tive como resposta delicinhas como ‘se quiser divulgação um post custa R$5.000’. Fueda…

Perdi completamente o tesão por muitas coisas relacionadas a blog. Sinto falta e sinto saudade doída até de acompanhar pessoas que escreviam com o coração, das quais eu me sentia próxima de um jeito insano. E a verdade é que talvez isso tenha acabado para sempre, pois poucos têm coragem/colhões para se mostrar como de fato são hoje em dia. Realmente não dou a mínima para uma bolsa caríssima e nem me sinto melhor usando uma – tô interessada é numa mochila que vá comigo do trabalho à academia sem arrebentar. Mas eu me importo e muito em conhecer a história de vida de gente que não apenas tem algo a dizer, mas também quer compartilhar o que sabe e sente com o mundo. Sou mil vezes mais um blog das antigas do que essa felicidade fake de Instagram e look do dia patrocinado da cabeça aos pés. E tenho verdadeira antipatia por esses papinhos uó de ‘tem mais lá no meu Snap‘, ‘se quiser ver mais acesse meu blog‘, ‘em breve farei um review e darei minhas impressões‘ e variantes desagradáveis. Eca. Sono.

Não posso esquecer de mencionar que amizades e carinho virtual não tenho só por outras blogueiras, Deus é testemunha das amizades maravilhosas e eternas que fiz com ‘leitoras’ (Marcela, Carol Veit, Carol Souza, Clavia, Sônia, Ale e todas as que o alemãozheimer não me deixa lembrar agora). Sábado agora encontrei a Marcela num café de Copacabana e ficamos só quatro horas e tanto falando sem parar, com o detalhe de que foi a terceira ou quarta vez que nos vimos pessoalmente. A internet tem dessas, ainda bem. Lembram dos encontrinhos de anos atrás? Fiquei aqui raciocinando que hoje eles não fariam mais sentido – eu não iria nem morta num pra pagar pau pra alguma chata que iria ficar mais postando fakezismos no Insta do que trocando duas palavras comigo. Com tanto evento recheado de blogueiras, a falta que faz um encontrinho de uma blogueira bacana com suas leitoras fiéis. PQP! Vamos fazer um? Pra trocar dica de pethotel, número de diarista boa, pegar indicação de japonês que preste e trocar figurinhas sobre maridos, namorados e afins. Antes que eu esqueça (aliás preciso de dica de neuro pra dar jeito na minha memória inexistente), não sei vocês mas não suporto a palavra ‘blogueira’. Fala sério se não é über cafona, meldels. Também nem sei por qual substituir, é o tipo de palavra que quando tenta melhorar, piora.

E como o Sweetest é um velho guerreiro e não tá morto quem peleia, e como sinto muita vontade de falar sobre assuntos mais ‘Paula’ aqui sem descambar só pro Crônicas da Surdez, vou ter que perguntar: que tal vocês me darem sugestões do que gostariam de ler? Continuo alocka dos livros, alocka das liquidações, alocka dos restaurantes e ultimamente virei um pouco alocka fitness e alocka gourmet. Que coisa, basicamente a mesma desde 2007. Hahahaha, como pode? Mudam as redes sociais, matam o Orkut, o Zuckerberg fica cada vez mais rico e eu continuo tal e qual a mocinha que os colegas achavam doce (taí a origem de Sweetest Person) há oito anos atrás…

114 amaram.

Você também poderá gostar

39 Comentários

  • Responder Luciana 27/07/2015 at 7:15 pm

    Oi Paula! Eu amava o “pequenos escritos”!

    • Responder Ana Raspini 31/07/2015 at 4:31 pm

      Eu também! Escrevo sobre viagens num viés meio poético, e ia mesmo dizer que sinto muita falta de quando a Paula flertava com a poesia!

      • Responder Paula Sweetest Person Blog 03/08/2015 at 4:24 pm

        Ana, eu realmente nunca mais escrevi os PE’s…acho que eles têm a ver com fases tristes minhas. Quando to feliz não consigo parir PE de jeito nenhum…

    • Responder Paula Sweetest Person Blog 03/08/2015 at 4:24 pm

      Lu, eu realmente nunca mais escrevi os PE’s…acho que eles têm a ver com fases tristes minhas. Quando to feliz não consigo parir PE de jeito nenhum…

  • Responder Anna Göergen 27/07/2015 at 7:49 pm

    Por posts como este que eu sigo teu blog – um dos únicos que me acrescentam. De que adianta ficar vendo aquela festa luxo, bolsa de grife italiana de 50 mil reais, gente q só falta ir de salto pra praia (ou vai?), umas gurias que se alimentam de clorofila e sol – ou pelo menos, vendem essa idéia.. ? Olha, esse tipo de coisa só faz me sentir inferior, não me contribui em nada.
    Portanto, continue com os teus post mais Paula. Eu não tenho problema auditivo (a principio), nem conheço alguém próximo que tenha. Apareço aqui, mesmo que muitas vezes silenciosa, pra ler tuas opiniões, descobrir novidades, criar coragem com as tuas palavras e também me emocionar com as tuas conquistas diárias com o implante. Continua aloca, vai.
    Ah não vale marcar encontro com leitoras se não tiver a versão em SM! 😆

    • Responder Paula Sweetest Person Blog 03/08/2015 at 4:26 pm

      Anna, essas malucas tbm me fazem sentir um lixo… :*

  • Responder Marcela de Vasconcellos 27/07/2015 at 8:34 pm

    Só <3.

    Vai falando, vai soltando tuas verdades…blog é diário sem chave. Todo mundo que tem acesso lê uma vez, mas só volta quem quer saber mais, quem se identificou…

  • Responder Bárbara Resende 27/07/2015 at 8:49 pm

    Uau, que post, que palavras! Antes de mais nada fico lisonjeada por seu Alzheimer não me deixar esquecida! É… As coisas estão tão diferentes, tão indefinidas que quando me lembro de 3 anos atrás, parece uma outra vida. O que será de nós e dos nossos blogs? Apesar de ter dias que desejo férias, tb não sei mais ficar sem pensar num post. A coisa saturou, cansou e a gente fica assim, com saudades dos outros tempos. Mais simples, sem tanta rese social. Quem sabe eles não voltem?

    Bjs

    • Responder Daniele 30/07/2015 at 9:10 pm

      Bá <3

  • Responder Renee Rassasse 27/07/2015 at 9:48 pm

    Ai que alivio ler tudo isso. Eu me achava um ET por não ter 1% de atração por esses blogs.
    Estória de vida é o que me interessa. Your are a sweet pie!!!

  • Responder Patrícia Cabral 27/07/2015 at 10:23 pm

    Olá Paula tudo bem? Eu te sigo há um tempão a gente se tem no face, e nunca comento por aqui, mas sempre tô por aqui te acompanhando, sorry my bad! Agora com bebê pequeno então o tempo é escasso,rsrsrs.
    Sim tenho que concordar com tudo que vc disse aqui e assinar embaixo!!
    O ser humano anda esquecendo de ser humano, digo real, tudo hoje em dia é muito falso, montado, tudo muito igual, muito pau mandado, sem coração, não se coloca mais alma e sentimento no que se faz, eu confesso que já faz um tempo que a blogsfera tem me dado uma preguiça lascada e te entendo super, ainda mais quando se vira mãe, a maternidade não te deixa tempo para baboseiras e horas sem qualidade, me importo com quem se importa comigo e somente com aquilo que me importa!
    Ah sim os eventos, ahhh os eventos, lá a gente se depara com coisas surreais, gente que se acha a celebridade de hollywood, gente sem educação, que não te responde o seu bom dia, boa tarde, assessoria que abusa da sua boa vontade, que faz pouco caso, blogueira que faz auê por presskit, gente que se vende como a amiga e simpaticíssima no youtube ou no blog e não passa de uma nariz empinado e sem educação.
    Cansa, dá sono, a vida é muito mais que isso, aliás isso é vida? Prefiro gente que ri alto, gente feliz, gente com bolsa/roupa da Renner ou da Marisa, do Brás, sem rótulos, sem marcas estampadas, gente que usa a mesma roupa várias vezes e não tem vergonha disso, gente que come cachorro quente na esquina e não fica ostentando o que não tem, gente que não faz prestação pra ter uma bolsa que todo mundo tem, gente que não finge ser o que não é, gente que chora com você, que te ouve e presta atenção no que você diz, que te olha nos olhos, gente que é mãe, que trabalha fora e ainda arruma tempo pra bloggar por prazer e por amor ao que se propõe a falar, gente real!!
    Beijo grande e muito sucesso para os seus livros!
    Patrícia Cabral

  • Responder Cassia 27/07/2015 at 11:15 pm

    Adorei o post! Hoje os blogs estão igual revista da editora abril… Uma matéria mais ou menos e várias páginas de propagandas… Acho que as blogueiras merecem ganhar pelo trabalho, porém essa ganância pelo dinheiro diminuiu a qualidade de vários blogs.

  • Responder Maggie 28/07/2015 at 12:33 am

    Nunca comentei no teu blog, mas é a única que recebo no email e faço questão de vir ler com freqüência. Ligue muito não para as tais blogayras, pé no chão e pé na estrada, vamos falar de profissões criadas para e pela internet?

    • Responder Paula Sweetest Person Blog 03/08/2015 at 4:53 pm

      :* Maggie

  • Responder Carol 28/07/2015 at 2:57 pm

    Paulaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa….faz um post sobre o teu “retorno” à academia…como foi, como tem sido tua alimentação, dicas “reais”. Beijos!!!!!!!!!!

    • Responder Paula Sweetest Person Blog 03/08/2015 at 4:52 pm

      Fiz a proeza de inflar me alimentando super bem e aí descobri que quase todo mundo comete esse erro….hahahaha….vou contar sim!

  • Responder renata 28/07/2015 at 3:47 pm

    Oi Paula….
    Tb não sou de comentar…..mas me sinto tao íntima que vc nem imagina…Principalmente lá no crônicas….E te acompanho há muito…
    Muitas coisas que aconteceram comigo…contei pra vc por email (não sei se vc lembra) e vc me respondeu tao prontamente e de forma tao carinhosa…Se vc morasse aki perto..seria sua amiga de coração!!! bjão.

    • Responder Paula Sweetest Person Blog 03/08/2015 at 4:44 pm

      Re, fico tri feliz de saber disso!
      Beijo <3

  • Responder Lucia 28/07/2015 at 4:56 pm

    Também tô cansada dessa canseira, Paula! Poucos blogs permanecem fiéis às suas leitoras antigas, querem é likes, vendas, whatever. Eu gosto muito dos seus posts intimistas, impressões, agruras do dia a dia. “Curiosei” com o lance gourmet, quero a Sweetest Chef!

    • Responder Paula Sweetest Person Blog 03/08/2015 at 4:43 pm

      Lucia, eu to mais pra assistente de cozinha por enquanto, hahaha!!
      Mas de pessoa que odiava passei pra categoria pessoa que começou a adorar
      :*

  • Responder Paula 28/07/2015 at 5:12 pm

    Paula, tenho que concordar, sigo uma galera que só consigo imaginar como pode ? Vou deletando, vou excluindo pois enoja, cansa.

    * Sim, sigo sua vida e sou bem feliz com a sua felicidade, rezo todas as noites por sua mãe.

    * Amo escrever, mas não tenho saco para paparicar ninguém e ai não sei se conseguiria manter um blog

    * Escreva como sempre foi, pois foi assim que curtia e continuamos curtindo seu blog

    * Vivo falando que você e mais uma blogueira carioca na próxima vez que for no Rio quero encontrar nem que for na rua !!!

    Beijos

  • Responder Mariana 28/07/2015 at 5:12 pm

    Paula, tenho que concordar, sigo uma galera que só consigo imaginar como pode ? Vou deletando, vou excluindo pois enoja, cansa.

    * Sim, sigo sua vida e sou bem feliz com a sua felicidade, rezo todas as noites por sua mãe.

    * Amo escrever, mas não tenho saco para paparicar ninguém e ai não sei se conseguiria manter um blog

    * Escreva como sempre foi, pois foi assim que curtia e continuamos curtindo seu blog

    * Vivo falando que você e mais uma blogueira carioca na próxima vez que for no Rio quero encontrar nem que for na rua !!!

    Beijos (errei no post anterior)

    • Responder Paula Sweetest Person Blog 03/08/2015 at 4:43 pm

      Sem palavras <3

  • Responder Helena 28/07/2015 at 5:17 pm

    Tens toda razão Paula, tudo muito fake, faz de conta, como se a vida fossem só festas e totalmente cor de rosa ! Cansa só de pensar em ler algum desses blogs, por isso sou 100%
    Sweetest! Bjs sua linda!

    • Responder Paula Sweetest Person Blog 03/08/2015 at 4:40 pm

      Muack :*

  • Responder Bianca Lobianco 30/07/2015 at 12:40 am

    Paula, que bacana você escrever isso. Sou do tempo das antigas, não como jornalista e blogueira, mas como espectadora de vocês e é bom ver que os blogs de 2009 sobreviveram ao “boom” de novos blogs, sempre lineares. Digo isso porque a linearidade não é ruim. Você, Marina e muitas outras servem de inspiração para quem está no começo. E, por favor, não pare nunca com as “crônicas da surdez”, sempre viscerais em sua essência.
    Beijos

    • Responder Paula Sweetest Person Blog 03/08/2015 at 4:33 pm

      <3

  • Responder Daniele 30/07/2015 at 9:02 pm

    O que falar qndo você lê um texto que parece que tem tudo o que você pensa ali, na sua frente? Fiquei dois dias sem ler meu feed e ai a sra vem me avisar que “eu inspirei” um post. Eu tenho blog ha 6 anos e, contradizendo mt gente, não me sinto blogueira. Blogueira hj em dia é um termo alterado geneticamente no mundo digital. Eu nunca vou conseguir fingir ser amiga de pessoas, nem gastar o que eu não tenho, e nem posso, para ostentar a quem não importa coisas que não tenho, algo que não sou. Você resumiu tudo tao precisamente que qualquer coisa que escrever vai ser nada.
    Eu tenho mt orgulho das amizades, verdadeiras, que fiz por conta do blog e mesmo que longe, levo pra sempre no meu coração. Ter orgulho de cada passo seu me faz sentir bem, aquele sentimento que vem de dentro mesmo. Podemos estar mt longe Pa (menos agora né?? Kkkk) e nem termos nos “visto” ainda mas pode ter certeza que tudo isso é verdadeiro. Mt obrigada pelas palavras e por felizmente ter passado, e ficado, na minha vida.
    beijo no coração!

  • Responder Thabata Pimenta 31/07/2015 at 12:25 pm

    Sem comentários pro seu post! Somente parabéns!!!
    E que Deus te abençoe muito pra que essas amizades de internet, verdadeiras permaneçam!
    Conheci pessoas maravilhosas tbm atrás das redes sociais, e essa é a parte boa da internet, que tanto afasta os seres humanos 😔
    Beijos!!!

    • Responder Paula Sweetest Person Blog 03/08/2015 at 4:26 pm

      :*

  • Responder Ava 02/08/2015 at 7:01 pm

    Oi Paula,
    O que você acha dos micos de viagens? Aquelas trapalhadas/dificuldades que passamos mesmo não sendo um “turista” de primeira viagem.
    Já cansei dos ótimos restaurantes/hotéis/passeio que sempre são maravilhosos, mas por experiência sempre tem um algo a mais que marca a viagem, algo que passamos e só alguns poucos ficam sabendo.
    Bjs

    • Responder Paula Sweetest Person Blog 03/08/2015 at 4:26 pm

      Boa, Ava!!!!

  • Responder Rubia 03/08/2015 at 4:09 pm

    Oi Paula!!

    Falou tudo!! Te acompanho desde o início e é muito legal ver que o Sweetest não perdeu a essência!

    Sinto falta dos pequenos escritos! E conte mais sobre essa fase gourmet!

    Beijão

    • Responder Paula Sweetest Person Blog 03/08/2015 at 4:26 pm

      Rubia,eu realmente nunca mais escrevi os PE’s…acho que eles têm a ver com fases tristes minhas. Quando to feliz não consigo parir PE de jeito nenhum…

  • Responder Luciana Varejão 03/08/2015 at 7:22 pm

    Sensacional esse post. Traduziu tudo que tenho sentido em relação a muitos que deixei de ler e seguir. Receber as atualizações via e-mail então… Só mantenho ainda no seu e no da Marina. Acho que bons livros valem muito mais a leitura e o tempo do que esses blogs “gourmetizados” e irreais (surreais também). É tanta a preguiça é o sono que me dão que eu acho que é por isto que não lancei o Mulher nos “enta” ainda. Perdi o T, acho.

    Segue aí com os teus textos real life, real feelings e real person. E vc continuará sendo a sweetest person para mim e para as leitoras que te curtem 4ever and ever na ever… 😘

  • Responder Jeane 05/08/2015 at 12:18 am

    Paula,

    Há muito te acompanho! Adoro o sweetest porque você trata de todos os assuntos que eu gosto de modo inteligente! Nos tempos que o blog ficou meio paradão, eu reli os posts antigos… Gosto de ler seus diários de viagem, as indicações de livros, gosto do estilo da sua escrita… E se você fizer encontrinho em SP, estou dentro! E se quiser escrever sobre os assuntos que fazem parte da sua vida neste momento, será legal!

    Faço votos de que sua mãe se recupere logo! Desejo muita luz!

    Beijão!

  • Responder Gisley Scott 12/08/2015 at 4:42 pm

    ” Em tempos de ‘tem mais lá no meu Snap‘ vida real é artigo de luxo.”

    Paula, vou te contar! Tu é de com força, viu???? Mais sugestões do que eu queria ler??? Que tal posts como esse? Tão sincero, tão sangue, tão vida??? Tão tapa na cara da sociedade? Sei lá. Acho que o mais difícil você já tem: conteúdo!

    Beijos!

    http://www.vivendolaforanoseua.blogspot.com

  • Responder Roberta Maia 13/08/2015 at 10:18 am

    Quero te dar um abraço Paula! Eu não conhecia seu blog, cheguei aqui pelo texto do dia dos pais, que eu até repliquei parte dele, comentei.

    Eu escrevo um blog há 4 anos, acho que pra mim mesma, pois engajar pessoas com histórias da vida real, ainda que com amor e design, é quase impossível.
    Pessoas querem e estão vivendo tudo isso que você descreveu aqui.

    Mas eu escrevo porque amo e conto histórias porque amo mais ainda.

    Um abraço apertado

    Roberta

  • Responder Uma pessoa em transição | Gata Curiosa 01/12/2015 at 9:00 am

    […] #ostentaçãofail. Meu perrengue de voltar a blogar: me encontrar com essa nova leva de “gente que se leva a sério num nível patético“. Mas sou old school e realmente não quero desistir de algo que me fazia tão bem e me […]

  • Deixe seu comentário