Cabelo Dermatologista

Queda de cabelo: causas e tratamentos

05/04/2012

Vamos ler sobre as causas da queda de cabelo e os tratamentos?

“Toda a alteração que afete o couro cabeludo e os cabelos de uma pessoa, e altere a sua aparência física, pode ter um impacto importante sobre a sua auto-estima e a sua personalidade.

A perda de cabelos, ou alopecia, é conseqüência de alterações no folículo piloso. Se as alterações forem transitórias e não destrutivas da matriz capilar, ocorrerá um novo crescimento. Se as alterações provocarem destruição da matriz capilar (lesões que resultem na formação de cicatrizes por exemplo) ocorrerá a alopecia permanente.

O cabelo desenvolve-se a partir da raiz. Este desenvolvimento é feito por ciclos, sendo distinguidas três fases: crescimento (Anágena), repouso (Catágena) e queda (Telógena).

Crescimento, repouso e queda

Crescimento: corresponde ao período de crescimento ativo do cabelo, que costuma durar entre dois a oito anos. Nessa fase de crescimento, com duração peculiar em cada indivíduo, os fios de cabelos crescem em média 10 a 20 cm ao ano.

Repouso: período de paragem de multiplicação das células dos pêlos (localizadas no bulbo germinativo), com uma duração aproximadamente de três semanas.

-Queda: pode durar até 3 meses e é a fase em que o cabelo “morto” cai. O cabelo morto é, então, substituído por um pêlo novo, em fase de crescimento.

Você sabia?

No ser humano, os cabelos crescem descontinuamente, intercalando fases de repouso com fases de crescimento, de modo que os fios encontram-se em estágios diferentes em seus ciclos de desenvolvimento. Isso ocorre porque se todos os cabelos estivessem em uma mesma fase, a cada final de um ciclo de crescimento haveria uma perda de cabelo total, ficando o individuo calvo (careca).

Cerca de 80% dos cabelos estão na fase de crescimento, quase vinte por cento na fase de queda, e uma pequena porção (aproximadamente 1%) na fase de repouso.

Assim, todo fio de cabelo vai acabar caindo um dia. Alguns fatores, como por exemplo, hormônios, alterações nutricionais, químicas e imunológicas, o stress e o próprio processo de envelhecimento, podem aumentar a quantidade da queda, tornando a perda dos fios perceptível.

Algumas das principais causas de queda de cabelo:

Eflúvio Telógeno – É uma queda exagerada e rápida de pelos que ocorre 2-4 meses após algum estímulo (p.ex. febre alta, estresse emocional, suspensão do anticoncepcional, infecções…). Ocorre recuperação em até 95% dos casos, mas uma minoria dos pacientes – geralmente mulheres entre 30-60 anos – pode desenvolver uma forma crônica da doença.

Dermatite Seborréica – Vermelhidão, coceira e descamação são algumas das conseqüências da dermatite seborréica. É uma doença crônica, constitucional, com eventual participação do fungo P. ovale, que afeta até 5% da população. A dermatite pode também atingir outras áreas, como as sobrancelhas e a região ao redor do nariz.

Alopecia Areata – Se notar que os cabelos estão caindo aos TUFOS, fique alerta. Essa perda drástica dos fios é sinal de um tipo mais grave de queda, causada pela produção de anticorpos que agridem o folículo piloso, fazendo o cabelo cair bastante. Por isso é caracterizada como uma doença auto-imune, onde as defesas do próprio corpo atacam o organismo (no caso, o pêlo/cabelo).

Atualmente, são várias as opções para tratamento ou redução da queda de cabelo, que vão desde produtos cosméticos, tratamentos locais ou com medicação via oral, até tratamentos cirúrgicos – como o transplante capilar. Tudo depende da avaliação do paciente. Por isso, é sempre aconselhável consultar o seu dermatologista.”

Raíssa Londero Chemello
Médica Dermatologista – CRM 27193
Mestre pela Universidade do Rio Grande do Sul (UFRGS)
Twitter: @DermatoPhysalis

15 amaram.

Você também poderá gostar

4 Comentários

  • Responder Mirella G Sousa 06/04/2012 at 9:55 am

    Os meus tão cometendo suicídio coletivo!kkkkkkkkkkkk
    Dizem q é por causa da anestesia do parto!bjo
    Otimas dicas,eu não sabia dessa de cabelo morto!bjo
    http://blogdamirellasousa.blogspot.com.br/

  • Responder Thaís 09/04/2012 at 3:14 am

    Eu tenho alopecia androgenética (AGG).
    Maior tristeza viu! Já fui nos melhores médicos de São paulo. Mas não há cura..Só tratamento pra não avançar.

  • Responder Aline 20/08/2013 at 8:25 am

    Oi Paula,estou tomando inneov nutri care a 4 meses e nada de cessar(tbm centrum e neutrofer)nao entendo por que dessa queda teimosa.Ontem comprei pantogar e vou associar.Ja usei minoxidil durante 7 meses e nem sinal de melhora.Se puder me ajudar agradeço imensamente.

  • Responder Rosângela 25/07/2015 at 3:44 pm

    Muito bom o artigo gostei bastante.

  • Deixe seu comentário

    This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.