Restaurantes Rio de Janeiro

Os lugares que mais adoro no Rio (até agora)

20/01/2015

Meu lugar no Rio é Copacabana. Amo a sonoridade dessa palavra: co-pa-ca-ba-na e amo mais ainda passear pelas ruas do bairro e ir descobrindo lugares aos quais acabo me apegando. Engraçado que, ao sair de casa, nossa casa nova precisa ser toda moldada não só na cabeça, mas também no coração. Aos poucos vamos deixando as pessoas se aproximarem mais e nos abrindo para lugares que antes passavam despercebidos. Faço invariavelmente os mesmos trajetos e já tenho alguns queridinhos ‘copacabanenses’ rsrsrs! 🙂

 

meloa

 

 O Meloá fica na rua Santa Clara a uma quadra da minha casa. Adoro o ambiente, que é super tranquilo, sempre com clientes tomando um café com seus cachorrinhos (um dia vou tentar levar o Pikachu ali comigo, salve-se quem puder) e uma infinidade de doces gostosos que só. O atendimento é meio lento e blasé, mas, no Rio, ou você se acostuma com isso ou vai viver estressado. Já fui várias vezes e vou continuar indo. É a primeira pâtisserie da chef Silvia Garcia, que foi chef pâtissier do Felipe Bronze e trabalhou com Claude Troisgois. Ainda não topei com a Silvia por ali…

Adega-Perola-2 ad2

O Adega Pérola também fica pertinho de casa, duas quadras. Vou lá desde que comecei a namorar o Lu e agora só não vamos todos os dias porque nos policiamos. Às vezes almoço lá – os pratos especiais do almoço (cada dia da semana tem um) servem tranquilamente duas pessoas e o mais caro é R$35. De noite, não deixamos de pedir o alho português temperado, o polvo, azeitonas…. Ai! Tudo regado a vários chopps. Temos até mesa preferida e garçom de estimação.

jd2 jd1

O salão que frequento também é por perto, na esquina da Barata Ribeiro com Figueiredo. Essa filial do Jean Louis David jamais me deixa na mão – sou do tipo que não marca hora pra nada, chega e pergunta se tem, e lá sempre fui atendida em no máximo 10 minutos.

guerin

 

Ah, Guerin. Por mim tomava café da manhã todos os dias nessa boulangerie delícia, e ainda voltava pra casa abarrotada com seus pães, baguettes, macarons, tortinhas… Meus favoritos são os macarons de pistache e alfazema e a tortinha de framboesas frescas.

sa

Adoro zanzar pelo shopping dos antiquários sem pressa, sem procurar alguma coisa específica, e de repente me deparar com algum achado incrível. Foi lá que encontrei o móvel que uso como gaveteiro + guardador de maquiagens, perfumes e bijoux – todo de madeira, recém reformado, por módicos R$400. No Ateliê Odília Freire fico namorando as bonecas enormes Frida Kahlo, e descobri uma lojinha com camisetas e almofadas da Frida, bordadas com pedras e pérolas, de enlouquecer. Quase desmaio quando pergunto os preços dos lustres gigantes, dos espelhos dourados e das bandejas de prata mas, quem se importa? O legal é ir com espírito aventureiro e seja o que Deus quiser.

34 amaram.

Você também poderá gostar

6 Comentários

  • Responder Pri 20/01/2015 at 11:53 am

    Tô há tempos pra levar meu marido na Adega.. é o tipo de lugar q ele curte:)

  • Responder Patricia 20/01/2015 at 1:10 pm

    Vai no Le Paradis também: http://www.charlottevalade.com/?p=1263

    Maravilha!

  • Responder Ligia Camargo 20/01/2015 at 1:32 pm

    Não se esqueça da The Bakers e Cafeína.

  • Responder eni 20/01/2015 at 1:52 pm

    A Adega Pérola ainda é na Siqueira Campos, entre Toneleros e Tenreiro Aranha? Se é, fica bem em frente do prédio onde morei, o 143. Sempre foi o máximo!

  • Responder Marcela 20/01/2015 at 5:21 pm

    No nosso próximo encontro vou te levar pro meu RJ.
    Um Rio antigo, maroto, com feijoada, chorinho ao vivo e outras coisinhas mais. Prepare-se.

  • Responder Silvia 20/01/2015 at 6:50 pm

    Paula, “morei” num hotel em Copacabana por 3 meses. Realmente não tem como não se apaixonar… é tão turista e ao mesmo tempo tão caseira, tão família, Copacabana!!! Fiquei com vontade de conhecer o shopping dos antiquários, sempre quis ir. Beijos.

  • Deixe seu comentário