Cabelo Dermatologista

Monoxidil: mitos e verdades

01/03/2017

Você com certeza já ouviu falar no minoxidil se por acaso sofre com queda de cabelo. São muitos os mitos envolvendo essa substância. O post de hoje é para esclarecer de uma vez por todas cada um deles.

Desde que postei sobre minha saga com o eflúvio telógeno crônico rolou uma chuva de emails com perguntas mil sobre o tratamento. A maioria das pessoas que está com queda feia de cabelo esquece o ponto mais fundamental sobre isso: procurar um dermatologista!!

São tantos ‘especialistas‘ em cabelo (só que não) dando dica na internet e nos YouTubes da vida que muita gente comete o erro perigoso de não consultar um médico e se basear em dicas que podem ser até desastrosas para o seu caso. Antes de pensar em tratamento, você precisa descobrir a causa da queda. E isso só um dermato pode fazer…

Encomendei um post com os mitos e verdades sobre o Minoxidil para a minha dermatologista, Dra. Letícia Castagna de Abreu.

Ah, o minoxidil

‘Quem sofre de queda de cabelos muito provavelmente já ouviu falar, ou até já usou, solução capilar contendo minoxidil.

O minoxidil é uma substancia originalmente utilizada para tratar hipertensão arterial sistêmica (pressão alta). Provavelmente pelo seu efeito vasodilatador, age estimulando a síntese de DNA folicular, favorecendo o crescimento dos pêlos.

Foi descoberta ao acaso, quando médicos observaram crescimento de cabelos em pacientes que utilizavam essa medicação. Após essa constatação, centenas de estudos foram feitos até que a substância fosse aprovada, para uso tópico, para tratar queda de cabelos.

Antes de mais nada é importante salientar que, apesar de muitas vezes ser vendido sem receita médica, o minoxidil é um MEDICAMENTO, e seu uso deve ser feito sempre sob supervisão de um médico dermatologista. O tratamento pode ser bastante longo, variando de 3 a 6 meses até mais de 5 anos. Apresenta uma lista de efeitos colaterais e uma série de contra indicações (situações nas quais NÃO pode ser utilizado).

Como já comentamos em post anterior, a queda de cabelos é uma das queixas mais comuns nos nossos consultórios. A cada dia mais e mais pessoas procuram ajuda de especialistas para tratar do problema, que gera bastante ansiedade por parte dos pacientes, que desejam sempre um tratamento rápido e por vezes quase “milagroso”.

O Dr. Google

Muitos pacientes procuram a internet para ter uma espécie de “segunda opinião”, após uma consulta médica, e isso é uma realidade. Existe um lado positivo, quando a fonte pesquisada é confiável, servindo mais para confirmar as informações obtidas na consulta, ou como uma forma de “troca de experiências” entre pessoas que estão sob o mesmo tratamento.

Em contrapartida existe um lado bastante perigoso, quando o leitor confunde as informações obtidas para simples esclarecimento com uma consulta medica, não procurando o auxílio do profissional e muitas vezes atrasando o diagnóstico e o tratamento precoces.

Dado importantíssimo a considerar é que existem mais de 100 causas para justificar a queda dos cabelos, desde problemas simples, como dermatites, passando por alterações laboratoriais, e até doenças sexualmente transmissíveis. Além disso, existem causas muito especificas de queda de cabelos, que somente são diagnosticadas através de exames mais detalhados do couro cabeludo, utilizando tricoscopia ou até biopsia da pele da região.

Portanto, antes de saber qual medicamento usar, qual o melhor shampoo, o melhor condicionador, etc, é fundamental estabelecer a CAUSA da queda, para que o tratamento seja iniciado o mais rápido possível.

Mitos e verdades sobre o minoxidil

Mito 1: O minoxidil apenas faz crescer os cabelos já existentes, não provocando o nascimento de novos fios! 

MENTIRA!O minoxidil estimula a neovascularização local, com aumento de fatores de crescimento e consequente formação de novos fios. Portanto, os fios já existentes crescem, e novos também!!

Mito 2: No início do tratamento os cabelos podem cair mais do que já estavam caindo!

VERDADE! Com o início do tratamento, ocorre uma modificação do ciclo dos fios. Os pelos novos, que estão crescendo, “empurram” os fios “antigos”, que já cairiam de qualquer forma. Dessa maneira é comum observar um aumento da queda nos primeiros meses.

Mito 3: No caso da calvície, o minoxidil age também engrossando os fios!

VERDADE! Em alguns casos de alopecia androgenética o minoxidil atua estimulando o crescimento e o aumento do diâmetro dos fios preexistentes.

Mito 4: O minoxidil é uma loção vendida na farmácia, pode ser usada como tônico por qualquer pessoa!

MENTIRA! O minoxidil é um medicamento, e como todo medicamento tem contra indicações bem estabelecidas e efeitos colaterais bastante conhecidos. Seu uso deve ser feito sob supervisão e acompanhamento de um médico dermatologista.

Mito 5: É verdade q parando o Minoxydil todo o cabelo estimulado cai?

VERDADE. O tratamento com Minoxidil não deve ser interrompido sem orientação médica. Alguns fios, principalmente os mais finos, podem cair com a interrupção abrupta do uso, desperdiçando, dessa forma, meses de tratamento. Os fios finos caem, mas se já houve um aumento considerável de fios terminais (grossos) esses, não cairão.

Importante salientar que gestantes só devem usar a medicação se expressamente orientada pelo médico, de outra forma está formalmente contra indicada!!!

  • Dra Leticia Castagna de Abreu
  • Médica dermatologista especialista em dermatologia pela SBD
  •  Membro Efetivo e Sócio Titular da SBD |CRM 52-847127
  • WhatsApp: (21) 99880-1859
  • Foto: Shutterstock
35 amaram.

Você também poderá gostar

1 Comentário

  • Responder Renato 04/04/2017 at 11:27 pm

    Funciona Sim, é muito, no Instagran vc encontra Minoxidil importado , esse é o Insta.
    Minoxidil_barba_cabelo_bigode

  • Deixe seu comentário