by Paula Pfeifer Restaurantes Rio de Janeiro

Mee: experiência gastronômica com estrela Michelin no Copacabana Palace

08/03/2017

No Carnaval, fomos conhecer o Mee no Copacabana Palace. Não encontramos reviews confiáveis ou interessantes na internet e, por isso, confesso que fui com o pé atrás. O TripAdvisor tinha alguns reviews meio decepcionantes sobre o local. Mas a curiosidade pela estrela Michelin falou mais alto… 🙂

Inaugurado 2014, o pan-asiático ocupa o salão onde funcionou o antigo Bar do Copa, no Hotel Copacabana Palace. O salão possui 88 lugares com decoração inspirada na Ásia, com pequenas luminárias redondas de vidro em cascata. Logo na entrada, uma tela de Mee (em coreano, beleza), personagem feminina que batiza a casa, recebe os clientes.

 

O Luciano fez uma escolha certeira: reservou para que sentássemos no bar. Assistir os chefs prepararem a comida na nossa frente foi um espetáculo, e o bartender é um show à parte. Além de simpaticíssimo e dono de um sorriso contagiante, preparou dois drinks inesquecíveis pra gente. É tudo tão meticulosamente preparado que eles parecem verdadeiros cirurgiões ao manusear a comida.

Dica imperdível: façam o mesmo, porque isso torna a experiência infinitamente mais legal!

O meu, Moscow Mule, levava vodka e ginger beer… O do Luciano era uma combinação de uísque com laranja. O preço do drink dele achei salgado, R$72. Mas, se for pra pensar em preço, melhor ir jantar em outro lugar. O Mee é uma experiência gastronômica, não um mero restaurante.

Analisando o cardápio e levando em conta que estávamos atrás da estrela Michelin, decidimos que a melhor opção seria o MEEchelin, menu especial de 11 pratos preparados pelo chef. Em abril de 2015, o restaurante recebeu uma estrela no primeiro guia Michelin sobre o Rio de Janeiro. O cardápio é assinado por Kazuo Harada, que comanda a cozinha do restaurante, e pelo midiático chef norte-americano de ascendência chinesa Ken Hom, apresentador do programa de TV Exploring China: A Culinary Adventure, da BBC 2, e autor de 35 livros.

Custo: R$350 por pessoa + taxas

Se tivesse que escolher qual prato eu repetiria umas cinco vezes, sem sombra de dúvida seria o niguiri de vieira com trufas e o sushi de atum com foie gras. Tipo: MEU DEUS.

Camarão com noz pecã flambada…

Barriga de porco com purê de abóbora cabotiá…

Frango thai altamente picante #pimentalovers

Para limpar o paladar, um espresso de misosshiro dos deuses com biscoitinho da sorte

A sobremesa: cheesecake de tofu com frutas e sorvete de framboesa…

O Mee possui uma sommelière de sakês – o Luciano experimentou uma taça sugerida por ela, R$67. Harmonizamos o MEEchelin com um vinho branco chileno. O staff é muito atencioso e agradável, solícitos sem serem invasivos e gentis sem beirar a falsidade. Nós ficamos encantados com a comida, com a simpatia dos chefs e do bartender e com a experiência como um todo.

DICA: clientes Mastercard Black podem levar o seu próprio vinho ao Mee sem cobrança de rolha! Nós não fizemos isso desta vez, mas da próxima, se ainda estiver valendo, faremos. Faz uma difença boa na hora do check 😉

No final, como estar no Copa é sempre uma delícia, quase pedimos um drink de saideira numa mesa lá fora com vista para a piscina, mas achamos melhor voltar pra casa – com a certeza de que voltaremos ao Mee assim que possível.

8 amaram.

Você também poderá gostar

Nenhum Comentário

Deixe seu comentário