by Paula Pfeifer Maternidade

Enxoval do bebê: o que comprei e confissões

02/04/2018

Faltando pouco mais de um mês para o nascimento do nenê, me dei por conta que não sei do que esqueci. Depois de escrever esse post pretendo arrumar a mala dele – se a dica ajudar, comprei sacos plásticos daqueles tipo Ziploc numa loja de materiais plásticos por R$1 cada, para organizar. Foi dica de outras mães, que explicaram que aqueles saquinhos de tule cheios de frufru depois não têm utilidade alguma. E como sou do tipo prática e ultra econômica…

Compartilho com vocês as comprinhas. Me mantive super básica e tô feliz por ter um quarto simples que não está abarrotado de coisas que o nenê nem vai conseguir usar.

 

 

Termômetro Accumed: foi presente da nossa prima chique, a Mariana! Sou tão por fora que nem sabia que existia isso, sou do tempo do termômetro na boca ou no sovaco, meldels. Esse só precisa chegar perto da testa do bebê e em míseros segundos dá a temperatura. Da série ‘a tecnologia evoluiu e você ficou para trás, fofa!’.

 

Bomba de leite Medela da SweetCare (site português que entrega no Brasil sem impostos): já falei tudo sobre ela neste post.

 

 

Travesseiro Chicco Air Feeling: esse comprei na Dafiti, custou uns R$75.  É mais eficiente para distribuir o peso se comparado com o uso exclusivo do colchão, o material reduz a pressão sobre a cabeça da criança e é sensível à temperatura corporal, se adapta a forma do corpo para distribuir o peso uniformemente.

 

 

Capa protetora de colchão: também comprei na Dafiti. Duas, aliás, porque assim quando uma der ‘pane’ tem outra de prontidão.

 

 

Gel lavante suave Mustela: essa marca é uma delícia e as mães são unânimes em recomendar. A SweetCare tem todos os produtos Mustela e com os melhores preços. A gente encontra também em algumas farmácias brazucas mas, para quem tem tempo, vale fazer estoque por lá mesmo.

 

 

Creme de fralda Suavinex: eu não conhecia essa marca e fiquei pirando na quantidade de coisas que eles têm. As mães gringas amam – dá pra ver todos os produtos aqui. Só o bumbum do Lucas dirá qual o seu preferido – comprei todas as opções brazucas em farmácia mas não levo muita fé em nenhuma, veremos.

 

 

Firming Cream Body & Bust Sesderma: o problema de ter tempo/paciência e ficar lendo reviews gringos é encontrar marcas novas bacanudas, tipo a Sesderma, de dermocosméticos. Escolhi esse creme para o pós-parto (pânceps/peitos).

Carrinho

Escolhido foi o Chicco Bravo Travel System. Muiiiiitas mães me indicaram esse pelo Instagram e quando fui na loja fazer test-drive, percebi que além de tudo ele é perfeito para quem não possui grandes habilidades manuais. Com um clique ele abre e fecha, encaixa/desencaixa o bebê conforto. Quando começar a usar, escrevo sobre ele com mais detalhes.

Mamadeiras

Por via das dúvidas, comprei algumas da Avent e da Dr. Browns.

Berço

Foi de uma loja carioca chamada Abracadabra e escolhido pelo custo-benefício, já que vem com trocador, gavetas e uma cama embutida. Acho lindos aqueles berços retrô e tal, mas sem condições de comprar móveis que vão durar um ano, né?

Roupinhas

Ganhei muita coisa de amigas e da minha avó, mas tudo o que comprei foi em outlets americanos (como Marshall’s, TJ Maxx) e também na Black Friday da Carters. A qualidade das roupinhas americanas nem se compara com as daqui. E os preços? Paguei U$10 em calça jeans da Seven For All Mankind, por exemplo. Bodies de algodão orgânico Burts Bees por U$8. Imagina!

Canguru

Custou U$25 nos EUA, na Burlington de NY, e a marca é Infantino.

Cacarecos

Me indicaram uma infinidade de cacarecos, e evitei todos. O que não comprei só vou comprar na medida em que se mostrar necessário.

Algumas confissões

Entrando na semana 34, vou confessar com alguma vergonha que só tenho passado óleo na barriga na última semana (e fui de Bio-Oil mesmo). Antes disso, passei creme algumas poucas vezes, quando lembrava. Por ora, nenhuma estria, mas minha genética me ajuda nesse sentido. Minha vó não tem uma estria sequer no corpo e minha mãe, que morreu em decorrência de inúmeras complicações causadas pela obesidade mórbida, só foi ter estrias (e apenas em um braço) quando tomou uma dose cavalar de corticóides na UTI que fez o seu braço esquerdo triplicar de tamanho. Bendita genética, porque me cuidei zero nesse quesito desde que soube da gravidez – e cheguei a achar que seria do tipo psicótica com isso, kkkkkk.

Hoje comprei tinta pra pintar as paredes do quarto, que tem decoração zero. Berço branco, poltrona de madeira com estofamento azul, e só. Até eu me choquei com o nível do minimalismo. Mas prefiro assim.

Ainda não tenho nada como lembrancinhas de maternidade! Nem sei se terei. #shameonme

O último mês (posso estar redondamente enganada mas sinto que ele vai nascer no fim de abril) é absolutamente desagradável. Na última ida ao radiologista para o ultrassom, ele me disse: “Agora é que começa a sua gravidez“. Eu ri, mas não entendi direito… Desconforto físico 24hs, prisão de ventre, dor  nas costas, gases, falta de ar crônica, não acho posição pra dormir… Tô achando tão chato que acho que vou preferir as madrugadas em claro com ele no colo do que isso, sério.

Na última ida à obstetra, 9kg a mais desde o início. Já tem tempo que meu único exercício é caminhar – e muito, quase todo dia. Mas agora ir até a esquina já é uma sofrência, então baixei a bola, já que na semana passada saí caminhando como se grávida não estivesse e voltei pra casa com Braxton-Hicks!

Se tem algo que toda grávida precisa ter pra ser feliz é aquele travesseiro-minhoca-gigante. O meu foi presente da Dani Honorato e desde que ele entrou na minha vida só consegui pensar como foi que vivi 35 anos sem isso…

Sou agoniada por natureza e fico pensando em como será o pós-parto, no quesito perda de peso e alimentação. Por mais imbecil que pareça é difícil não pensar nisso – e na barriga detonada, peitos explodindo, etc etc etc. Sempre senti muita fome e sempre comi muito e me mantive nos 56-57kg desde que me conheço por gente. Pelo que tenho lido, a amamentação ajuda muito porém se você continuar comendo do mesmo jeito, não. A fome de vocês diminuiu no pós-parto? #alguemajuda

Amando meu cabelo num grau…nem lembro a última vez em que fiquei tão cabeluda. Alguém por aqui que lutava contra a queda antes da gravidez também? É chato pensar que tudo o que brotou na minha cabeça despencará em breve.

Não curto esses chás de bebê que parecem um aniversário de 15 anos e nem aquelas brincadeiras de pintar barriga com batom e afins. Para o chá do Lucas, avisei as amigas que será uma tarde luluzinha para jogar conversa fora com comes, bebes e um brinde de espumante que ninguém é de ferro, rsrsrs!

41 amaram.

Você também poderá gostar

7 Comentários

  • Responder Dani 02/04/2018 at 3:50 pm

    Tão feliz que vc e Luquinhas estejam aproveitando o travesseiro <3

  • Responder Claudia 02/04/2018 at 4:27 pm

    Paula querida,

    Estou muito feliz contigo e por voces.
    Os teus relatos sao sempre emocionantes.
    Um abraco carinhoso.
    Claudia

    TECLADO DESCONFIGURADO

  • Responder Ana Paula Ribeiro dos Santos 02/04/2018 at 5:04 pm

    Adorei o relato xará! Super sincero, como todos os seus posts, aliás.
    Jesus abençoe imensamente a chegada do Lucas, que ele seja luz na sua vida!!!

  • Responder Joyce Passos 03/04/2018 at 2:38 pm

    Oie! Paula…assiste os diários de gravidez da Lu ferreira e todos os vídeos de pós parto dela…

  • Responder Tatiana Lambert 04/04/2018 at 3:30 pm

    Quem está na fase pós-parto é a Luciane Ferraz. Ela também é minimalista, relax, se você não conhece sugiro que assista os vídeos que ela postava aos domingos…

  • Responder Érika 11/04/2018 at 9:56 am

    kkkk, super sincero mesmo. O último mês é terríveeelllll….Nem legging conseguia mais vestir, só vestidão solto mesmo, aff.

  • Responder Tamy 07/05/2018 at 9:41 am

    Minha fome triplicou, nos dois pós partos… hahahah tipo, fome de madrugada, qdo vc está amamentando! Acordo até hj (bebe com 7 meses) com a barriga roncando. Dá pra dar uma controlada nos doces e besteiras, mas meu, comida comida, mando ver. Pela experiencia da primeira filha, engorda qdo vc diminui as mamadas e continua comendo igual… até um ano acho que dá pra mandar umas boas calorias a mais…. pq gasta mesmo! voltei ao peso sem nenhuma noia em uns 4 meses na primeira gestação… o corpo muda, então as calças as vezes não servem mais mesmo… mas o peso em kg voltou nesse tempo até uns 6 meses (segundo filho acho que a gente fica menos neurótica então acaba relaxando mais)… no mais, aproveite! Essa fase passa rapido mesmo! =) bjos e saúde!!

  • Deixe seu comentário

    This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.