by Paula Pfeifer Maternidade

Dicas para mães de primeira viagem

12/07/2018

Dois meses e pouquinho após o nascimento do meu filhote, já tenho algumas boas dicas para compartilhar com outras mães de primeira viagem, sobre vários assuntos relacionados à maternidade. Espero que gostem!

Não chute o pau da barraca na gravidez

Depois do parto, você vai sentir saudade do seu corpo de antes. Pensar em restrição e dietas após dar a luz é absolutamente impossível, portanto, faça um favor a si mesma e não ganhe peso excessivo durante a gestação. Ainda tenho quase 5kgs extras e posso garantir que o excesso de peso é o tipo do fator de irritação desnecessário. Pense bem antes de se entupir de porcarias ou de comer por dois durante os nove meses…

Consultora de amamentação

Indispensável para quem nunca amamentou. Só fui chamar uma num momento de desespero, e ela salvou minha vida (quem quiser o contato avise, a minha foi a Mia Consultora no Rio de Janeiro, indico de olhos fechados!!!). A maioria das pessoas – eu incluída – passa a gravidez achando que amamentar é algo intuitivo, fácil, lindo, tranquilo… Só que não! Quer dizer, para algumas raras sortudas, é assim mesmo. Só que para a grande maioria das mulheres, é preciso amamentar em meio a fissuras, bolhas, muita dor, pega incorreta do bebê, peito empedrado, duto entupido. No início foi até tranquilo pra mim, mas quando ele fez dois meses, parei de amamentar. A amamentação estava consumindo minha sanidade mental e eu não aguentava mais, nem física e nem emocionalmente.

Moisés

Comprei num grupo de desapego de WhatsApp, da Chicco, super bem conservado, por R$200. Por algumas semanas ele dormiu no bebê conforto do carrinho, depois dentro do ninho no carrinho – só que nosso carrinho não deitava, então ficou inviável à medida em que ele foi ficando mais comprido. O moisés você coloca do lado da cama e consegue relaxar porque ouve qualquer barulho que o bebê fizer. E pelo menos nos dois primeiros meses é inevitável não ir dormir com medo de morte súbita.

Fraldas

Faça estoque só dos tamanhos M e G. O Lucas usou uns dez pacotes do tamanho recém nascido, e as pessoas me diziam que ele só usaria um pacote ou dois. Não dá pra saber, e os tamanhos pequenos são quase impossíveis de você conseguir trocar com alguém depois. Ah, e cada bebê se adapta melhor a uma fralda, não existe “melhor” fralda. Só testando pra saber.

 

Banho de chuveiro

As banheiras que ficam da nossa altura são bem trambolhonas (montar sozinha segurando o bebê ou enquanto ele chora desesperado é um saco), dar banho no chão acaba com as costas também. Lucas passou a tomar banho de chuveiro com o papai com um mês e pouquinho. O ofurô de plástico eles amam, mas tem pouco tempo de uso porque rapidinho não cabem mais nele. O truque do banho de chuveiro é o adulto que vai dar o banho estar de camiseta, pois pele com sabão escorrega. E eles adoram!

Mamadeira

Até o início do segundo mês, usei a da Medela para recém nascidos, que fazia ele se esforçar mais para mamar, além de não deixar entrar ar – isso faz a maior diferença na hora do arroto e no desconforto do bebê. A partir do segundo mês, passamos para a Philips Avent – aí você compra os bicos adequados para cada mês na farmácia e segue usando o mesmo corpo de mamadeira. Ah, e invista num esterilizador de microondas. Eu mesma derreti metade dos itens da minha bomba Medela no fogão porque pus lá e esqueci…

Bomba extratora de leite

Não teria sobrevivido sem ela. Comecei a usar já na apojadura, pois fiquei a legítima vaca leiteira, e leite excessivo dói e pesa muito. A melhor de todas é a Medela Swing Maxi – tem post grandão sobre ela aqui. Tira sozinha dos dois peitos ao mesmo tempo! Não teria força nem pulso para usar as manuais…

Roupinhas

Segure o tchan e compre pouca coisa tamanho recém nascido e P. A gente não consegue usar nem a metade de tão rápido que eles crescem!

Grupos desapego no Whatsapp

Nem lembro como fui parar em um, mas neles as mães vendem de tudo! Dá pra fazer uma super economia. Uma cadeirinha da Fischer Price que comprei na Dafiti por uns R$400 era oferecida no grupo todo dia por diferentes mães por cerca de R$200. Só não dá pra aguentar quem compra kit de bodies da Carters nos outlets americanos por U$10 e depois de usar muito quer revender cada um por R$50. Vergoha alheia define.

Rede de apoio

Se você, assim como eu, não tem uma rede de apoio familiar por perto, arranje o mais rápido possível a ajuda que puder. Faz muita diferença. Sabe aquilo que parece ficção científica de que mães não conseguem tomar banho, escovar os dentes, ir a banheiro, comer uma comida quente? É verdade! Nos dias em que você acha que vai enlouquecer e se pergunta o que fez da vida, ter alguém que fique com o bebê nem que seja por uma horinha faz toda a diferença.

Minimalismo

Seja minimalista nas compras, no quartinho, na decoração…é muita tralha que ficamos tentadas a comprar, tudo lindo, fofo, maravilhoso. Só que depois que o bebê nasce tudo o que você mais quer é ter pouca coisa para limpar e organizar. Seja o mais econômica possível nas compras e foque no estoque de lencinhos umedecidos e fraldas.

Desabafos

A maternidade é tudo, menos fácil. Tive dias desesperadores, chorei muito no banho para não chorar na frente dos outros, a dor da amamentação me deixava irritadíssima (e o bebê sente o stress da mãe), você morre de saudades do marido e da liberdade de antes. E o primeiro mês é extenuante. Só que assim que o bebê começa a interagir, dá o primeiro sorriso social, tenta se comunicar do jeito dele, aí você dá um suspiro e esquece tudo, todo o cansaço e o esgotamento. Encontre amigas com as quais você possa desabafar sem receio, chore quando sentir vontade, grite quando sentir que precisa. Não fique guardando tudo para si mesma porque a explosão é feia depois.

67 amaram.

Você também poderá gostar

1 Comentário

  • Responder Mauren 15/08/2018 at 4:11 pm

    Finalmente vejo um relato sincero sobre a dificuldade de cuidar de um recém nascido ! Meu filho tem 5 anos, meu começo foi igual ao teu. Sem ajuda especializada também não teria conseguido amamentar. Beijos e boa jornada!

  • Deixe seu comentário

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.