Dicas de viagem Restaurantes Viagem

Dicas de restaurantes em Recife

31/08/2015

Recife é linda demais – fui na sexta-feira para lançar o livro Novas Crônicas da Surdez e voltei hoje pela manhã. Fiquei hospedada no hotel Transamerica Prestige Beach Class, na praia da Boa Viagem. Novinho, com uma piscina ótima, quarto com vista pro mar, do tipo que a gente recomenda sem medo – só rolou um incidente chato com o carro que alugamos e a culpa foi do valet do hotel, mas ainda tá em tempo de resolver então vamos dar um crédito. Olha só que vela vista ao acordar pela manhã:

IMG_0073

 

Na sexta-feira à noite demos uma checada básica no TripAdvisor e rumamos para um bistrô que prometia (acho que o nome era Wiella, algo assim). Chegando lá, completamente vazio, o chef sentado com o sommelier conversando pra espantar o tédio. Não deu vontade nem coragem de entrar. Caminhando de volta pro hotel, encontramos o Camarada Camarão e ficamos boquiabertos. Essas fotos abaixo são das porções de entradinha. Uma ‘entradinha’ de camarão de R$50 é tão, mas tão farta, que duas pessoas comem e aplacam a fome. Tudo delicioso, nos esbaldamos. A dica é você mesmo ir ao aquário escolher as suas ostras fresquinhas (R$5,50 cada) e, se for mulher e inventar de ir de vestidinho como eu fiz, trate de encher as pernas de repelente, ou vai ficar lutando contra os mosquitos a noite toda…

IMG_0069

 

No sábado, fomos almoçar com amigos em Olinda num restaurante chamado Beijupirá. É bem conhecido e tem filial em Porto de Galinhas e na Praia de Carneiros. Fui com altas expectativas: o lugar é mesmo incrível, com uma vista espetacular, mas a comida é bem normal. A dica é pedir uma caipiroska de caju. É o tipo de lugar pra ir sem se estressar, porque o atendimento é lento e a comida demora mais de hora pra chegar na mesa se a casa estiver cheia.

IMG_0133 IMG_0132 IMG_0130

 

De lá, fomos para o Alto da Sé e pegamos aquele elevador (R$6 por pessoa) que tem a vista mais bonita de Recife/Olinda. É o tipo de lugar que tem-que-ir, e olha que eu sou total anti programa turistão. Lá de cima você enxerga as cidades e as praias e pode tirar as melhores fotos da viagem. A dica é levar um pau de selfie, rsrsrs!

IMG_0107 IMG_0105 IMG_0138

 

Sábado à noite nos aventuramos pelo peruano Chicama, que fica anexo ao bar Pisco. Os preços são mais caros mas a comida é feita com capricho e criatividade, como essa lagosta com camarões, vieiras e risoto de aspargos da foto. Uma garrafa de Chandon Brut sai por R$99. Fomos atendidos por um garçom como há muito tempo eu não via: timing perfeito, sabia tudo sobre os pratos e sobre a casa e não deixava nossas taças vazias nunca.

 

IMG_0149

 

O último passeio gastronômico foi na Praia de Carneiros – aliás, os locais dizem com veemência pra fugir de Porto de Galinhas e ir direto pra Carneiros. A melhor coisa que fizemos foi acatar essa dica. Acho que deu 1 hora de estrada (bem esburacada em vários trechos) até chegarmos. O único jeito para chegar até a beira-mar é pagando um estacionamento particular (custou R$30), já que é tudo propriedade privada. São 8 os restaurantes e bares da orla, e nós escolhemos o Bora Bora. Você pode chegar, deixar suas coisas num locker (custa R$10 e eles devolvem R$5 no fim do dia), reservar uma mesa do restaurante e ir aproveitar as piscinas naturais de Carneiros antes que a maré suba. Dá até pra deixar o seu pedido do almoço já feito, se quiser. Nós deixamos as mochilas no locker e contratamos um passeio de barco (R$120 por casal na baixa temporada) que durou uma hora. Depois fomos mergulhar nas piscinas naturais, tem que tomar cuidado porque é cheeeeio de ouriços, ou você pisa ou acaba sentando num ouriço se bobear dois segundos. De volta ao Bora Bora, a dica é pedir caipiroska de abacaxi sem açúcar, a entrada de polvo e a moqueca pra finalizar. Os preços são pega-turista mas estar nesse lugar paradisíaco realmente não tem preço…

IMG_0188 IMG_0186 IMG_0185 IMG_0181 IMG_0179

 

Achei que era meio lenda urbana o que as pessoas falavam sobre os tubarões em Boa Viagem, mas nossos amigos nos contaram CADA história. O mais curioso é que ninguém sequer molha os pezinhos no mar por aquelas bandas, tipo, o povo leva a sério de verdade. Pelo que entendi o homem destruiu o habitat natural dos tubarões e eles acabaram migrando pra lá – se eu fosse um também ia querer morar naquele mar quentinho delicioso, rsrsrs!!

Eu amei Recife, oxe!

12 amaram.

Você também poderá gostar

2 Comentários

  • Responder Gi Santos | Blog Guria Chique 01/09/2015 at 9:23 am

    Como não amar um lugar lindo deste?
    Eu sinceramente tenho muita vontade de ir passear pelas praias do Recife e do Ceará.

  • Responder Analice 01/09/2015 at 1:14 pm

    Paula,tem Camarada Camarão no Rio Design Barra, mto bom!

  • Deixe seu comentário

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.