Myself

Até logo, Santa Maria

03/12/2014

v

 

Hoje de manhã levantei pensando que foi a última vez que me levantei para vir trabalhar onde trabalho há quase 13 anos. Que sensação esquisita!! Lembro dos colegas que há anos me diziam “tu vai acabar indo embora daqui“, “SM é pequena pra ti“, “certo que logo tu pica a mula” e eu olhava pra eles pensando ‘mas que bando de doidos!’. Vim dirigindo e lembrando daquela música do Gonzaguinha: ‘Eu fico com a pureza das respostas das crianças/ É a vida! É bonita e é bonita!/ Viver e não ter a vergonha de ser feliz/ Cantar/ A beleza de ser um eterno aprendiz/ Eu sei/ Que a vida devia ser bem melhor e será/ Mas isso não impede que eu repita/ É bonita, é bonita e é bonita!’

Todo esse tempo aprendi inúmeras coisas importantes sobre mim, sobre as pessoas e sobre o quanto os relacionamentos humanos são delicados. Entrei aqui praticamente uma criança – aos 20 anos sem saber nada da vida – e saio uma adulta com uma vontade enorme de correr atrás dos próprios sonhos e da própria felicidade. Não terei mais por perto minha melhor amiga (Ju, nem fui ainda e já tô morrendo de saudade), minha mãe emprestada Zulmira e nem meu chimarrão solitário matinal. Engraçado imaginar como serão minhas manhãs daqui para a frente. Mas, ao mesmo tempo, gostoso. O serviço público nos dá muitas coisas boas: estabilidade, salário garantido, férias, licenças, décimo terceiro, tranquilidade e bons amigos. Mas também nos anula de outras formas: passar os dias numa sala com aquela luz branca leeenda #sqn e deixar de exercitar a nossa criatividade são bons exemplos. Claro, alguns cargos são mais dinâmicos que outros, o meu era do tipo estático. Sei que dei o meu melhor e sou grata por tudo o que aprendi aqui.

Finais de ciclo são, de qualquer modo, estranhos. O último que vivi foi com minha surdez – antes de ativar o IC eu estava em pânico controlado petrificada de medo por ter dado aquele salto sem saber se iria me esborrachar com a cara no chão. Abri mão de pouco para ganhar muito (arrisco até dizer, tudo!) em troca. Tenho a sensação que esse novo ciclo será exatamente assim. Anyway, torçam por mim! 😉

79 amaram.

Você também poderá gostar

14 Comentários

  • Responder Ana Carla Araujo 03/12/2014 at 11:22 am

    Paulinha
    Assusta mas tenho certeza que será incrível vizinha!!!
    Você tem o coração gigante e vão vir mais pessoas especiais para dentro dele.
    Seja bem vinda!
    Bjoss

  • Responder Ana Caroline Rocha 03/12/2014 at 11:36 am

    Seja bem vinda no Rio!!!
    Beijos

  • Responder Lara 03/12/2014 at 1:19 pm

    Paula! Foi exatamente assim que aconteceu comigo. Morava em Salvador, mesmo sendo uma cidade grande, mas é muito “pequena” pra mim 3 e me mudei no dia 2 de janeiro de 2013. Foi estranho, mas estou tão feliz em São Paulo e abriu muitas portas pra mim. N sou casada, sou solteira, mas muito feliz!!! Agora vamos ficar mais perto e terei mais oportunidades de te visitar. Estou indo pro Rio para o encontro de negros surdos no dia 5 e fico ate dia 8! Será que vai estar la? Se sim, me avise! Adoraria te conhecer e quero que vc autografe meu livro. Beijos carinhosos pra ti!! Estou torcendo!

  • Responder Ines Martins 03/12/2014 at 3:08 pm

    Bem vinda ao Rio!

    Felicidades, mil!

  • Responder Analice Abreu 03/12/2014 at 4:03 pm

    Renovar é sempre bom, acho q é o q nos empurra p frente, nos dá ânimo, nos desafia! O Rio te aguarda p viver o novo Paula!! Beijos, seja bem vinda!

  • Responder candida 03/12/2014 at 4:35 pm

    O Cristo redentor está de braços abertos para ti….seja Bem vinda ao Rio!!!! Felicidades!!!! bjjooo

  • Responder Janise 03/12/2014 at 9:49 pm

    Paulinha, seja feliz! Viva para sempre este amor e continue compartilhando conosco suas alegrias, ansiedades, neste jardim que você semeou e está colhendo seus frutos. Um bj e um forte e carinhoso abraço.

  • Responder Tatiana 04/12/2014 at 1:02 pm

    Paulinha, que sua vida no RJ seja tão solar quanto à cidade!

  • Responder Julia 05/12/2014 at 9:45 am

    Pode deixar que tem muita gente torcendo por você aqui no Sul. Seu sucesso é merecido. Um grande beijo. =) E nos vemos quando vc vier visitar sta cruz… combinarei com a Marcinha e a Réeeegina. Beijo.

  • Responder Regina 05/12/2014 at 12:25 pm

    Ah!….meu bebê!
    Teu futuro era fácil de adivinhar!…
    Só q ele veio CHEIO de surpresas maravilhosas!
    Pra você, muito, muito amor….
    E ao partir, não olhe pra trás…..leve apenas as lembranças boas!

  • Responder Regina Vaz Ribeiro 05/12/2014 at 12:33 pm

    Ah!…meu bebê!
    Seu futuro era fácil de adivinhar!…
    Só que ele veio CHEEEEEEEIO de surpresas boas….
    Prá você…..muito, muito amor!
    E ao partir, não olhe pra trás….leve apenas as lembranças boas!
    Mil bjs no coração!

  • Responder Alessandra Busato 15/12/2014 at 2:41 pm

    Amiga querida!

    Nada disso é surpresa pra mim! Eu, fui uma das que sempre disse que o RS era pequeno demais pra ti… não desmerecendo em nada as nossas querências, mas sempre tive a convicção de que tu iria muito mais longe… aonde o teu lindo coração pudesse te levar. Estou emocionada com toda a tua trajetória e imensamente feliz, pois tu mereces cada pedacinho dela! Te ver no sábado feliz e radiante, junto com o teu amor, foi sem dúvida o melhor presente que eu poderia ter ganho neste Natal! Estamos sempre juntas e à distância de um avião. Te amo! Beijoss

  • Responder ana 17/12/2014 at 3:29 pm

    Paula, toda sorte do mundo pra ti!
    acompanho o blog a muito tempo, antes do cronicas da surdez ainda
    coisa de ter tao feliz hoje
    vai trabalhar com o que no rio agora?
    e moorro de curiosidade para saber sua historia com seu noivo haha
    sempre me identificava com os teus textos sobre a vida de solteira e etc
    beijinhos

  • Responder Amanda 28/12/2014 at 8:47 am

    Nossa, há quanto tempo que eu não venho ler seu blog… e deu até saudade das nossas conversas via comentários! Você não deve lembrar de mim, sou a Amanda do ConversaDelas, um blog lááá do início da vibe blogueira, a gente papeava master… Fiquei muito feliz de saber que você tá morando no Rio! Eu amo essa cidade, o dia em que você quiser passear e descobrir lugares bacanas por aqui, me fala que eu te levo! E parabéns pela decisão de mudar, de sair do serviço público. É uma decisão corajosa, que envolve risco, mas tudo na vida é risco, a gente é que não se dá conta disso. No fim das contas, a vida é realizar sonhos e criar, o que nem sempre se dá para fazer no serviço público. Eu também vou tomar essa decisão em breve, após a minha licença maternidade – tô grávida de oito meses do Arthur 🙂

  • Deixe seu comentário

    This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.