Literatura

25/02/2011: 15 anos sem Caio Fernando Abreu

25/02/2011

Quem me conhece e lê este blog há tempos sabe do meu amor incondicional pelo Caio Fernando Abreu. Qualquer mísera frase dele toca lá no fundo da alma – tão fundo que a gente nem sabia que aquele local secreto existia. Uma das tristezas da minha vida é o fato dele não estar mais entre nós porque, se estivesse vivo, eu moveria montanhas para conhecê-lo e conversar com ele. Esse post é uma ‘homenagem’ aos 15 anos da morte do meu escritor favorito na face da Terra. Espero que ele esteja lá no Céu bem faceiro, agitando horrores. Te cuida, Caio.

“Sempre que houver mais de duas pessoas reunidas e falar-se no nome de Deus, eu estarei entre eles. Mas sempre com um decote bem profundo. Citando Marlene Dietrich: segura o turbante, meu bem, e sente o ritmo. Estou assim, o turbante dá a impressão de pesar toneladas, mas quando penso em me jogar pela janela, coloco duas gotas de Paloma Picasso. Santo remédio.” (Caio Fernando Abreu em carta a Gerd Hilger em 22/9/1993)

“Tinha esquecido o perigo que é colocar o seu coração nas mãos do outro e dizer: toma, faz o que quiser.”

“Tão estranho carregar uma vida inteira no corpo, e ninguém suspeitar dos traumas, das quedas, dos medos, dos choros.”

“Repito sempre: sossega, sossega – o amor não é para o teu bico.”

“Não se engane comigo, é na bagunça que eu me arrumo.”

“Sempre há alguma coisa que falta. Guarde isso sem dor. Embora, em segredo, doa.”

“E me dá uma saudade irracional de você.”

“Venha quando quiser, ligue, chame, escreva – tem espaço na casa e no coração, só não se perca de mim.”

 

E a minha favorita:

Quando você não tem amor, você ainda tem as estradas.”

34 amaram.

Você também poderá gostar

25 Comentários

  • Responder Joyce Macedo 25/02/2011 at 3:57 pm

    Adorei, Paula!

    As frases que vc selecionou sao perfeitas e o Caio eh mesmo incrivel!

    Bjos

  • Responder Taidje Gut 25/02/2011 at 4:40 pm

    Nunca esqueço um texto do Caio que eu tive que apresentar quando fazia teatro e que começava com um “Chovia, chovia, chovia e eu ia indo por dentro da chuva ao encontro dele, sem guarda-chuva nem nada”. Era tão lindo!

    Beijo, Paula!

  • Responder BrunaKozoroski (Bruna G. Kozoroski) 25/02/2011 at 6:03 pm

    RT @sweetestpblog: NO AR! 25/2/2011: 15 anos sem Caio Fernando Abreu. http://tinyurl.com/47fgop9 #CFA

  • Responder reverbcity (REVERBCITY) 25/02/2011 at 6:16 pm

    RT @sweetestpblog 25/2/2011: 15 anos sem Caio Fernando Abreu. http://tinyurl.com/47fgop9 #CFA

  • Responder Daniela Santos 26/02/2011 at 10:30 am

    Lindas as frases!! São inspirações pros seus pequenos escritos?

    Paulinha, ia te mandar por twitter mas ficou mt grande rsrs fiz um post gastronômico no meu blog e lembrei de você que adora drinks diferentes e especiais

    http://letstweak.blogspot.com/2011/02/guia-curitiba-lagundri-parte-1.html

    quando tiver o encontrinho de blog de Curitiba você preeecisa ir lá!! E se for possível acompanho vocês /

  • Responder Anna 26/02/2011 at 6:05 pm

    AMO Caio. Incrível como suas citações caem tão bem naqueles momentos de angústia.
    Impossível escolher uma preferida, então vai uma motivacional, rs:

    “Vai menina, fecha os olhos. Solta os cabelos. Joga a vida. Como quem não tem o que perder. Como quem não aposta.”

  • Responder Daya 26/02/2011 at 6:27 pm

    essa me toca de uma forma que n sei explicar
    “Tão estranho carregar uma vida inteira no corpo, e ninguém suspeitar dos traumas, das quedas, dos medos, dos choros.”

    quantas obras e cristicas maravilhosas teriamos se ele ainda estivesse aqui!
    O livro da paula dip faz a gente se se transportar… parece que conhecemos ele assim como ela.

    • Responder Paula Sweetest Person Blog 26/02/2011 at 11:23 pm

      Eu já entrevistei a Paula dip, tem longo post com ela aqui no blog!! Bjooo

  • Responder ana bittencourt 26/02/2011 at 7:59 pm

    Muito linda tua homenagem. Tomo a liberdade de encaminhar a minha:
    http://wp.clicrbs.com.br/grings/2011/02/26/para-sempre-imortal-caio-f/?topo=52,1,1,,219,e165

    Abraço!

    • Responder Paula Sweetest Person Blog 26/02/2011 at 11:20 pm

      Te “conheci” pelo diário de hoje!! Amei tua matéria! Beijoo

  • Responder Nilvinha 26/02/2011 at 11:18 pm

    Paulinha Linda!

    Conheci o Caio através de vc e gostaria de começar a lê-lo, o que vc indicaria para uma iniciante?

    Beijos.

    • Responder Paula Sweetest Person Blog 26/02/2011 at 11:22 pm

      O “Cartas, Caio F” do Ítalo Moriconi! E a troca de correspondências do Caio! Assim tu conhece ele bem! Beijosss

  • Responder Pryscila 27/02/2011 at 10:13 am

    Conheci Caio F. aqui no seu blog e me apaixonei por ele…

    apesar desta data (25 Fev) marcar a morte dele, é meu aniversário…e por isso, (e outros motivos espirituais) digo que ele começou outra etapa, um novo ciclo e sua obra deixou marcas tão intensas quanto ele.

    em alguns momentos qdo as palavras me faltam, qdo não consigo falar o que quero, o que deveria…uso algumas frases dele e já basta!

    Mt Bom!

  • Responder Graziela Miranda 27/02/2011 at 12:46 pm

    Oi Paula,
    O melhor post dos últimos tempos!
    bj

  • Responder Amanda Cristina 27/02/2011 at 10:45 pm

    Oii, gostei do seu blog. passa no meu depois ?

    http://realidade-imperfeita.blogspot.com
    beijs ;**

  • Responder stella 27/02/2011 at 11:54 pm

    que lindo gente
    fiquei com vergonha, pq nao conheço o trabalho dela.

    amei o blog

  • Responder Carol Alfinetes de Morango 01/03/2011 at 6:06 pm

    Eu o conheci…e verdade.
    Meu pai fez uma peça de seus livros e ele foi assistir, genial.
    Bj
    http://www.alfinetesdemorango.com

  • Responder Lucas Romanatto 20/04/2011 at 6:14 pm

    Amei o blog, você está de Parabéns, gostaria de manter contato com você …
    se quiser siga no twitter @LucasRomanatto e nos falamos depois (:

  • Responder luis santana 27/04/2011 at 3:42 pm

    bom eu sou meio homofobico rs, mas admiro tanto o caio que nao estou nem ai acho que só o fato de confessar isso ja me faz rever varios preconceitos ele é um excelente escrito e eu compartilho da mesma tristeza de nao poder conhece-lo pessoalmente, toda vez que eu leio alguma coisa dele eu penso que ele amou alguem de verdade e sofreu por isso mas aprendeu de alguma forma como transpor o amor dele em palavras, e assim ele defende a todos que ja amaram alguem um dia

  • Responder PRIS 13/05/2011 at 1:34 pm

    PARABÉNS… PRA VC E PRO CAIO!
    PESSOAS COMO VC NÃO DEIXAM NUNCA UM POETA MORRER .
    BEIJOS PRIS

  • Responder Jana Soggia 06/06/2011 at 4:36 pm

    Tb sou apaixonada pelo Caio F. Abreu!
    Amei seu espaço! Um big beijo, Jana

  • Responder Mah Regina 06/07/2011 at 11:12 pm

    Descobri o Caio meio recentemente…apaixoamante (rsrsr)…adoro este cara…como ele consegue falar as minhas palavras, como????

  • Responder Mônica 27/07/2011 at 2:20 pm

    Concordo com vc… ele tbm é meu escritor favorito! Realmente está em um plano superior. Eu o amo e , como vc, faria de td pra poder estar ao lado dele, conversar, chorar ao vivo com suas palavras que sempre tocam meu coração! Abraços!

  • Responder Jéssica 20/01/2012 at 7:32 pm

    Paula amei seu blog ! Caio F. Abreu é incrível !!

  • Deixe seu comentário