Profissionais da beleza

xxx

Sou super crítica quando o assunto é salão de beleza – e os profissionais que neles trabalham! Hoje mesmo fiz as unhas com uma moça cuja cara de vômito me deu nos nervos. Os salões deveriam ter turnos, ou algo assim, porque dependendo do horário que chegamos, nossa! Parece até que estão fazendo um favor enorme em nos atender. Tem cabimento pagar caro e o profissional sequer passar um produto termoativado antes da escova? Ser maquiada com produtos de quinta e com cheiro de sovaco? Ou enfrentar uma longa espera lendo revistas de dois anos atrás? É algo que me irrita profundamente… Manicures com ‘mão frouxa’ ou, pior, aquelas que tiram bifes dos dedos e agem como se nada tivesse acontecido, deveriam se aposentar. Cabeleireiros que só usam produtos marcadiabo mas cobram como se fossem Kerastáse, idem. Em cidade pequena chega a ser cômico, pois só pela mecha de alguém dá pra dizer em que salão essa pessoa vai. Juro!! Aqui tem um que deixa tooooodas com o mesmo tom, invariavelmente (deve ter comprado a tinta na liquidação de algum atacado). Às vezes (thank God)  o profissional nos surpreende pro bem: hoje fui acertar minha cor crente que ia voltar pra casa chorando, e voltei maravilhada!! No geral, dá pra se incomodar bastante. Um bom exemplo é quando decidimos que queremos um corte ou cor “X”, e a criatura se faz de louca pra passar bem e não obedece. Quem trabalha em salão de beleza – e com beleza em geral – precisa ser agradável, educado e gostar do que faz. Além de saber ouvir, um detalhe importantíssimo. E nós, clientes, precisamos aprender a abrir a boca. Palavrinhas mágicas como ‘odiei’ e ‘quero arrumar’ fazem milagres. Por isso, todo salão precisa de um bom gerente, que entenda que o cliente tem sempre razão e nos poupe da chatice de ter que explicar pro ‘profissional’ a m… que ele fez. Nunca volto em salões com revistas velhas, atendentes grossas, produtos vagabundosmanicures com cara de bunda e cabeleireiros prepotentes. Aliás, a prepotência, no quesito profissionais da beleza, é uma coisinha deplorável.

Vocês não acham?

Seja o primeiro a amar.
Compartilhar:

42 responses to “Profissionais da beleza”

  1. 1Flávia Oliveira

    Concordo com tudo que vc escreveu, Paula.
    Acho um absurdo entrar em um salão e me sentir um “nada” lá dentro.
    Esse negócio de prepotência, narizes empinados e caras de quem está passando mal só espanta cliente. Ninguém quer entrar em um salão para ser esnobada, né?
    Há anos atrás resolvi fazer mechas azuis no cabelo. Tinha conversado com o cabelereiro e tudo mais. Depois que ele descoloriu, passou uma tinta roxa! E eu não queria. Quando perguntei porquê ele tinha feito isso, respondeu: “Eu achei que azul não ia ficar legal”. Mas eu queria muito! O cabelo era meu! Sai do salão louca da vida, e ainda paguei a mais pelo serviço!
    Me arrependo até hoje de não ter feito um escândalo lá mesmo. Mas também, nunca mais voltei no salão. E olha que é um dos mais caros daqui de Curitiba.
    Hoje em dia eu vou no salão, explico tudo o que quero, fico perguntando tudo, e quando acabo, sempre dou meus pitacos. Se vejo alguma ponta, mando cortar, se não ficou do tamanho que queria, mando arrumar. Nunca mais saio insatisfeita de salão.
    É estranho como as pessoas têm medo de dizer o que pensam para cabelereiro e médico. Já reparou?
    Hahahahahaha.
    Beijos.

  2. 2Shirley Piccolo Vieira Stamou

    Paula,
    Amei o post!!!
    Ainda bem que tenho uma cabelereiro maravilhoso aqui, competente e muito querido! Onde ele vai eu vou atrás…
    beijos,

  3. 3Elo

    Chega a ser engraçado isso tudo! Só é pior quando esquecem você lá na cadeira com o cabelo molhado ou com o creme esperando para sair do seu cabelo hahaha tenho certeza que muitas pessoas já passaram por isso. ai chamam outra perguntando “cadê fulano, acho que ele me esqueceu aqui!” Por isso, salão com muito cuidado, tudo muito bem explicado, e se não gostar, diga. Afinal, você está pagando. Pagando desde a pessoa que foi grossa na entrada, a manicure que quase levou seu dedo embora, o cabeleleiro que picotou seu cabelo, a limpeza do lugar e até as revistas “um pouco velhas”. Atualmente gostaria de saber um que tenha um bom custo/benefício em curitiba, porque os últimos que frequentei me decepcionaram. Cadê os bons profissionais da beleza?

    Beijão!

  4. 4debora bessa

    oi! tb nao aguento as manicures q so falatam arrancar meus dedos!

    paula, comprei os pinceis pretos desde o primeiro post, e ate hoje nao recebi o codigo do correio. quanto tempo demorou para o vendedor enviar o codigo para vc?

    bjs

  5. 5Celina Alves

    Super concordo Paula, tbm já tive maus momentos em alguns salões, mas agora acertei em um que espero que não mude de local tão cedo.
    Bjobjo ;)

  6. 6Andressa

    Eu peguei raiva de um salão aqui da cidade por tentarem fazer as clientes de bobas em relação aos produtos usados… Um belo dia, estava eu sentada na cadeirinha lavando o cabelo quando a moça pegou uma embalagem de Absolut Repair. Masss, quando ela colocou aquilo no meu cabelo, veio um cheiro frutal, de um shampoo qualquer, mas não do Absolut. Eu conheço o cheiro perfeitamente (acho idêntico ao perfume L’Eau par Kenzo) e tenho certeza de que aquilo não era Absolut… O que me frustou não forem ter usado um shampoo inferior (convenhamos, em lavagens “normais”, antes de uma escova ou um corte, a maioria dos salões aqui usa shampoos comuns), mas sim o fato de terem colocado em uma embalagem de uma marca superior. Fiquei muito irritada e espalhei a história pra um monte de gente. Só continuei indo lá pq tinha uma cabeleireira a quem eu era fiel nas minhas químicas… Mas como ela saiu do salão e mudei de química, nunca mais voltei. Não vou dizer o nome aqui, mas é aquele salão “antigo e tradicional”, sabe?
    Desde o ano passado me apaixonei pelo Carlos, do salão com o mesmo nome. Esse sim sabe como tratar cliente, é um doooce! E, além de saber muito bem o que faz, entende e traduz direitinho o que eu quero, não fica tentando me convencer a fazer algo que eu sei que não vou gostar. A maquiadora do salão dele, idem. Já te falei dela, é ótima, basta saber dizer como tu quer a maquiagem… Minha única ressalva é quando aos produtos usados, mas isso eu resolvo levando sempre minha necessaire cheinha, já que nenhum salão por aqui trabalha com produtos top mesmo…
    Beijos!

  7. 7Bruno Celidonio

    nem só as mulheres sofrem com isso…

    por muito tempo, ia a barbeiros pq “barbeiros que cortam cabelos de homens”…e mifu várias verzes…até encontrar o cara que corta meu cabelo hj…pago caríssimo, mas descobri (e já falei aqui várias vezes disso) que vale a pena sim, pq ao contrário do que estava acostumado, ou seja, uma faca, hj lavo, corto, passo produto ou tigi ou keune sempre que vou lá…nem falo mais nada como quero o cabelo…deixo o Werner cortar na boa, como ele quiser…poucas vezes digo que gostaria assim ou assado…mas é naquelas, desafiei ele a primeira vez, que ele salvasse meu cabelo…hj virei um bobo por isso, pq é um prazer cortar o cabelo…até pq tenho uma babinha de cabelo, e poderia ser facil, mas não é…ele opera milagres neste cabeção…

    se eu mostrar uma foto de antes e depois, meu deus a diferença…mas também, se me sacaneassem ou algo do gênero, nunca mais pisaria lá…e olha, segui o Werner do salão antigo pro próprio…e noto muito se as revistas são velhas, se o ambiente é limpo, se a atendente sabe meu nome, se há simpatia…

    ALIÁS, VEJO ISSO EM QUALQUER LUGAR QUE PRESTE UM SERVIÇO QUE TOU PAGANDO…impossível eu deixar de lado…

    Mas sei que Santa Maria é fogo…

  8. 8angela torres

    por isso q parei de fazer as unhas em salão, sempre arrancavam bife, e sei lá se o alicate estava esterilizado, e quando chegava em casa tava lá aquela coisinha torta, e eu refazia morrendo de ódio. Teimei e aprendi sozinha, e hoje eu mesma faço minhas unhas. Dos cabelos eu chego e falo exatamente o que eu quero, e fico fiscalizando! E boto a boca no trombone se fizerem algo que não pedi….com o tempo a gente aprende q só reclamando as coisas melhoram né.

  9. 9Dani Catisti

    vou te dizer q nunca fui fiel a cabeleireiro, pq nenhuma deles nunca fez milagre no meu cabelo, sempre ficava bonito… mas nunca saia apaixonada…
    fui em um em Cuiritiba, que brigou com outra cabeleireira no meio da minha escova, e simplesmente foi embora, sem nem olhar na minha cara… e dizem q ele eh ótemo… tratando clientes assim, não me surpreende q a escova seja tão barata…

    mas falando de coisas boas na cidade…

    Elo, minhas indicações pra vc:

    eu tenho uma manicure (eu tenho!!! hahaha), que super indico pra todas na cidade… a Rose, no salão Wasty, ali no água verde, exatamente na frente do bar Jabuti, telefone: 3229-9337, sigo ela em todos os salões que ela vai, pq ela faz muito bem… não tem medo de pegar na sua mão, sente remorso quando acontece de arrancar um bife (o que é muito raro), não é cara, enfim, gosto muito.

    e, quanto ao cabeleireiro, agora sou fiel e um, eu com meu ceblo enrolado, não achava meios de mudar a minha cara, sabe quano quer mudar, mas não de preto pra loiro… bom, fui em um workshop de beleza do atelier Gôra (recomendo), onde o tema foi cabelos, e quem falou foi o Marcus Vinicius, do salão Jean Louis David, na vicente Machado, 3233 – 9970, depois do workshop fui no salão, ele é quieto, mas, ouviu o que eu tinha a dizer, ponderou o que ficava bom e o que não, foi caro, mas, nunca sai tão feliz de um salão, ele cortou bastante, fez algumas mechas, coisa q nunca tinha deixado nenhum outro fazer… enfim, nunca mais troco, foi um super investimento…

  10. 10Angelita Nazário

    nossa Paula agora só falta os “profissionais” de Sta Maria lerem este teu post!!!
    sim, pq são uns verdadeiros m….. com uma ou duas exceções!!!

    bju!!!!

  11. 11Ju Vilela

    Eu detesto ir em salão, tanto que as unhas tento fazer em casa mesmo, só apanho hororres com as dos pés, mas paciência… Odeio conversa de salão! Sabe quando o pessoal fica conversando e é como se você não existisse?! Detesto isso! Eu não quero saber o que ela fazia na noite passada…
    Esse negócio de usar embalagem cara com produto barato eu já vi milhões de vezes, nem esquento com isso.

    Passei um tempo frequentando o mesmo salão para corte e sobrancelhas, o meu cabelo cresceu e aí eu já não gostava do corte dele, o rapaz que fazia minhas sobrancelhas saiu de lá (infelizmente) busquei outro lugar, expliquei para a criatura como eu queria minhas sobrancelhas, mas não adiantou nada, eu reclamei, ela disse que daquele jeito ficava melhor, cheguei em casa e tirei o que estava me incomodando, lá vou eu achar outro lugar…

    Recentemente cortei as madeixas, mas ainda não sei dizer se gostei do corte (tenho que arrumar sozinha para saber hehehe) , mas gostei do atendimento: Não fiquei esperando muito tempo, não vi cara feia, não teve conversinha e fez o que eu pedi (na verdade eu achei que a franja ficou menor do que eu esperava, mas eu não disse: corta a franja até aqui, tá?!)

    Beijos Paula!

  12. 12Dafni do Nascimento

    Eu sempre fui azarada com cabeleireiros.
    Ai um dia minha prima falou “ai meu amigo josé renato que cortou meu cabelo e fez essa progressiva” isso ah uns 3 anos. Desde então só corto meu cabelo com ele, todos as “experiencias” capilares são ele que faz. Sabe aquela mão que combina com o seu cabelo? é a dele. Onde ele estiver eu vou hehehe.
    Já manicure, tem um salão bem pequenininho perto de casa que tem uma menina chamada Talita que tem apenas 13 anos mais é a melhor manicure que já fui.
    Beijos

  13. 13Sarah Lugon

    Oi Paula!
    concordo com tudo o que você falou!
    Ultimamente esses ‘profissionais’ me dão TANTO no nervo,que nem vou mais ao salão.Aprendi eu mesma a fazer minha unha,etc etc!É claro que não fica bom,mas no salão também não o.o e pelo menos eu não tiro bifes ¬¬’
    Os salões de beleza de Belo Horizonte estão cada vez mais decadentes!o ideal por aqui é vc conhecer um bom profissional que atenda em casa mesmo.Infelizmente eu mudei recentemente e não conheço nenhum bom por aqui =/ estou a 6 meses sem nem cortar a pontinha do cabelo (socooooorro!)
    Mas,enfim….
    a gente se ajeita!
    beijão!

  14. 14Fernanda Coelho

    Paula

    Este post veio na hora certa…estou indignada com o salão que eu fui esta semana.

    Me indicaram um salão em Campinas para afzer as unhas. Chegando lá, fui surpreendida por manicures que usavam palitos sujos e lixas nojentas…a mocinha que fez meu pé tirou sangue de dois dedos…

    Por 28 reais, dava para comprar uma lixa decente, não?

    Afe!

  15. 15Francieli

    Concordo totalmente, e ainda vou mais longe: tu já reparou que 90% dos salões de beleza têm gente muito feia trabalhando?
    Pessoas atiradas, que não se cuidam, que não têm noção na hora de escolher um corte de cabelo que combine e roupas decentes.
    Como é que eu vou confiar que uma pessoa que não cuida nem de si vai me deixar bonita?

  16. 16Cá

    concordo!!! ano passado fui a um cabeleireiro e ele “decidiu” que ficaria melhor passar chocolate no meu cabelo e “garantiu” que não iria fugir do meu tom natural sem as luzes. Fim de historia, eu odiei e liguei pra ele falando. Me fez algumas luzes para consertar :(

    Semanas atras pedi para tirar so as pontas, ele tirou uns 4 dedos…… que ódio!
    Não volto mais,,,,,,,,,,,,,, to sem cabeleireiro……………..

    bjão

  17. 17Ana Júlia

    Isso de não ser bem atendido e não “levar” o que “pediu” é muito sério, não só em salões, em serviços em geral, e o atendimento ao público parece que está piorando cada vez mais! As criaturas não se dão conta que eles sobrevivem graças aos clientes e portanto tem obrigação de tratá-los muitíssimo bem.
    Quanto a cabeleireiros, em todos que eu ia ficavam com dó de cortar meu cabelo curto, porque era “liso e tão bonito”, vê se eu posso! Enquanto a maioria sofre por ter seu cabelo cortado a mais do que pede, comigo acontecia ao contrário, mas também nunca ia em “salões de verdade”, sempre lugares “metidos a salão”, hehehehe
    Até que um dia resolvi de uma vez por todas ia conseguir cortar meu cabelo de um jeito moderno e ia brigar com o cabeleireiro até ele acertar! Escolhi um salão chiquezinho onde minha vó fazia os pés, e não me arrependi. Pior que fui atendida pelo cara ao acaso, e deu super certo: ele me ouve, pois eu convivo com meu cabelo há mais de 25 anos e sei como ele se comporta, e sugere coisas baseadas nisso e no estilo que quero ter. Além do salão ser liiindo, ter um projeto bacana de interiores, sofás, cafézinhos e revistas atuais! E eu recomendo mesmo, acho que temos que dizer o nome dos lugares onde fomos mal-tratados para eles saberem (provavelmente acham que tão abafando): Estética Visualité, em Porto Alegre, o nome do cabelereiro é Marcos. Beijos Paula, adoro teus posts!!!!!

  18. 18Eliana

    Mesmo morando em cidade interiorana, o pessoal é muito exigente. No caso de minha cidade, salões de nome e que os preservam são 4, no mais nem pensar.
    Um destes, inclusive, a maioria é frequentada por esposas de médicos, o que causa muita exigência, desde a limpeza!
    Quanto a revistas, no escritório de meu esposo, sou “euzinha” pessoalmente quem as coloco. E acho um absurdo, consultórios onde colocam revistas de mil novecentos e bolinha. Na maioria das revistas que coloco no escritório do Dri, algumas deixo para ler depois. Prefiro clientes satisfeitos, felizes!
    Adorei o post, beijos do coração!!!

  19. 19Laíssa

    é a primeira vez que comento aqui, e acho que era egoismo meu ficar poupando elogios.. hahaha..
    eu ADORO o seu blog, gosto de entrar aqui e me deparar um dia com com algo sobre beleza, no outro sobre o que os homens (cafajestes) pensa, um texto mais poético que me faz refletir, ou sobre moda mesmo.
    Tenho que dizer que não importe o tema são todos bem escritos e bem humorados e legais de se ler. Me bate uma invejinha porque eu queria escrever bem assim ( a gente tenta né?!).
    parabéns pelo blog e obrigada também né?! (por me deixar lê-lo) hahaha
    beijos

  20. 20Emanuella Maria

    Que absurdo seu blog!! Adoro as dicas
    Se vc ficar chateada com o servico no Brasil, imagina se morasse aqui nos Estados Unidos.. Aqui se vc nao eh uma estrela de cinema vc nao eh ninguem. Lhe tratam super mal, mal recebida, cara feira. Nao existe aquele lance de papo e fofoquinha que a gente esta acostumada no Brasil. Super formal!!
    Um horror!! Mas pelo menos uma coisa eh garantida..
    Todos os produtos sao de primeira qualidade..

    depois da uma conferida no blog, vou te add beijos
    http://ambientevistoriado.com

  21. 21Vitória

    Meu Deus, falou tudo :O

  22. 22Sâmara

    Super assino em baixo Paulinha!
    Post MARAVILHA.

    Eu sofri muito já, sem contar a vez em que uma muié muito das mal informada (caipira_mode_on) foi cortar franja. Eu disse o que queria: franjão, cheio, reto etc e tal, porque é um jeito fácil de mudar o visual e franja cresce rápido, nem dá tempo de enjoar! ^^ A tal abestada me dando pitaco, que não ia prestar, que era feio (!), que não ia dar certo, que…. e foi cortando…
    Pois bem, saí do salão com uma ‘franja-falsa’ muito das feia, torta e rala no meio da testa… ÓDIO!!!

    ^^

    Bjo Paulinha!

  23. 23Tatiana

    Nossa, concordo 100%! E digo mais… Eu fico irritadíssima qdo to fazendo a unha e a manicure para p/ fofocar com as outras, sabe? Fica aquela zona de manicures falando alto, acho insuportável. Deixei de ir num salão por causa disso!
    E tive um cabeleireiro que era bom, mas ficava falando mal de outras clientes. Um absurdo! Parei de ir nele, sem condições.

    P/ mim, salão é um mal necessário!

  24. 24Patrícia Lemos

    Em off, pelamordedeus, me diz o nome deste salão de Santa Maria pra eu não pensar em pôr os pés. Tenho o meu, mas quando a manicure não tem o horário que posso, apelo pra outros.

    Bjos!

  25. 25mi

    ótimo post! totalmente descordo do comment da emmanuella – nos EUA como em qquer lugar tem lugares bons e ruins, é só procurar! Já fui em MILHARES de salões ótimos por aqui. Bjos!

  26. 26Ana Elisa

    Olha eu moro no EUA e tenho uma experiência super boa!Vou no salão e amo as pessoas (zero fofoquinha), produtos de primeira, e as minhas luzes ficaram lindíssimas e o corte tb!!!!!É caro, mas super vale!!!
    No Brasil, tb sou igual a Paula, não voltava mais em salão ruim, manicure que tira bife e tal….
    Afinal, somos clientes e merecemos ser bem tratadas!!!
    Bjs

  27. 27Heloisa Arruda

    Paula, o último post do meu blog (já faz um tempinho que não atualizo) foi sobre o mesmo assunto! Sou uma pessoa muito crítica e para mim é um sofrimento ir a salão de beleza. Por isso amei ler este post, concordei com tudo.

  28. 28Luciana

    Oi, Paula. Como profissional da beleza (sou esteticista), concordo com tudo que vc escreveu. Eu me sinto na obrigação de atender meus clientes com um sorriso no rosto. Quem vai num salão ou numa clínica de estética quer relaxar, esquecer dos problemas e se sentir mais bonito.
    Quem não consegue disfarçar para os clientes que tá com TPM ou que o patrão é um saco tem que mudar de profissão. E mais: se eu vendo beleza, não preciso ser linda mas tenho que estar sempre maquiada, cheirosa e com o uniforme impecável. Beijos.

  29. 29Adriana Soares Mattedi

    Concordo em gênero, número e grau!
    Meu cabelo é cacheado, queria dar uma relaxada nos meu cachos,
    daí marquei com uma cabeleireira que só atende a indicações, uma
    amiga minha faz marroquina com ela e o cabelo é “wonderful”.
    Daí resolvi fazer a marroquina, fiz a primeira vez, ficou super hidratado,
    mas reduzir o volume que era o que queria nada, paguei uma nota, pedi
    pra que ela refizesse, e nada.
    Fiquei tão chateada, que desisti, agora fui em outra cabeleireira, indicação de duas pessoas, e essa foi clara comigo, que preciso fazer relaxamento e depois a marroquina e que assim irá diminuir o volume.
    Porque a bendita da outra, não disse isso, agora lá vou eu de novo, vamos tentar né. Bjs

  30. 30Silvia Barcellos

    Olá, Paula!
    Desde que me mudei de POA para Floripa em novembro do ano passado, tenho penado para achar um bom profissional. Logo que cheguei, achei uma menina ótima, mas ela era de Recife e voltou para lá. Fiquei pipocando de tragédia em tragédia capilar até meus cabelos ficarem no belíssimo tom laranja. Credo! Fui a um salão metido a rico, onde finalmente acertaram a cor, e resolvi pedir ao dono do salão -muito bem recomendado – cortar minha franja. Ele sugeriu cortar quatro dedos, mas cortou um lado bem diferente do outro, só vi isso quando lavei e sequei sem fazer escova. Fui lá reclamar gentilmente e o cara só faltou me chamar de pobre, teve um troço!!! Como sou tímida, fiquei quieta, pois também acho que com louco não se discute…Mas fiquei muito constrangida, pois ele gritou comigo na frente de todo mundo, sendo que eu paguei para ele assassinar meu cabelo!
    Fiquei com vontade de esvrever um post no meu site sobre isso…mas como também não falo emito opiniões negativas. O que tu achas? Eu fico louca de vontade de dizer quem é o assassino de madeixas…até para alertar a mulherada!

    1. 31Ana

      Oi! Eu me mudei para POA e estou com dificuldade de achar um salão, você tem algum para me recomendar? O ulitmo que fiz minhas mechas aqui, ficaram amareladas :( Desde já obrigada!

  31. 33Vanessa

    Olá, Paula !

    Também concordo com o seu desabafo, pq hj sou uma profissional da área, mas já fui cliente (ás vezes sou ainda). Por isso digo que o trabalho hj em dia oferecido em um salão ou clínica de estética é basicamente o mesmo, o q muda é o atendimento q começa na recepção e vai até os profissionais.
    E, mais uma coisa, com tv, revista internet … as pessoas estão muito bem informadas; “tentar” (pq ñ conseguem) enganar uma cliente é uma coisa muito FEIA e BURRA ! Sinto vergonha por esses profissionais.

    Um abraço!

  32. 34Juliane

    Com certeza, concordo contigo Paulinha!! E o pior é que aqui em Santa Maria eles tem mania de ser assim..beiJUs.

  33. 35Lalá Noleto

    Super acontece isso! Esse dias chamei a dona do salão para dizer que se as manicures nao queriam atender era só falar que a rua estava cheia de outros salões.
    Q q é? To panganduuuu

  34. 36Roger

    Vocês precisam visitar meu salão no ceará, é humilde, mas minhas clientes adoram tudo quando ponho a mão, modestia a parte.
    Quando vierem para o ceará, visitem meu salão: Formas e Tons, Rua cel Diogo Gomes 1072, Sobral-Ce.
    Um super beijão para todas vocês!
    Fiquem felizes e na Paz

  35. 37Priscila Pasko

    Por isso, eu acredito na seguinte teoria: cabeleireiro, manicure, ginecologista, depiladora e dentista, você tem que ter um só, naquele que confia mesmo. Eu prefiro os salões pequenos, porque assim eu nao me sinto como mais uma salsicha sendo empacotada no salão…hehehe

  36. 38Jessica

    Meninas.

    Realmente, os salões andam muito mal servidos de profissionais.
    Já fiz unha, cabelos, nos melhores salões que meu salário podia bancar e dei com os “burros nágua”.
    Achei um salão pertinho de casa, que a cabelereira é MARAVILHOSA. Me explicou tudo o que eu precisava saber e principalmente, tudo que ela falou aconteceu.
    Acho que esse negócio de indicação é meio furado. O que é bom pra mim, pode não ser bom pra vocês.
    Mas como sempre, vale muita pesquisa, a internet está aí, disponível para lermos o máximo de informações possíveis antes de gastar nosso dindin.
    Beijos a todas.

  37. 39lidiane

    MENINAS concordo em tudo que foi dito aqui, sou cabeleireira, tenho um pequeno salão aqui na bahia, trabalho sozinha pq não suporto manicure dando desculpinhas esfarrapadas com as clientes, com conversas paralelas fora de hora, cabeleireira deitadas no sofá em horas vagas e com qualquer tipo de roupa como se o ambiente não fosse de um trabalho como todos os outros.
    pra mim salão tem que ter ordem , um bom cheiro, toalhas sempre limpas, mesmo que a toalha só ficou no ombro da amiga ao lado, não importa tudo sempre limpo, não digo lavar as escovas sempre que alguém terminou de usar pq nem sempre dar tempo mais, lavar todos os dias, no fim do dia!!!e melhor respeito ao cliente porque afinal, é ele quem paga o meu salário!

  38. 40vanessa

    Olá !! bom, sobre o mal atendimento nos salões eu concordo plenamente com vc. Agora sobre sobre a prepotência vinda do profissional da beleza hum hum…a prepotência é sim uma “coisinha” deplorável venha ela de quem for.
    bjoooooo

  39. 41Erika

    O que acontece com os profissionais da beleza é o seguinte. Muitos fazem um curso básico ou meia duzia de outros cursos e monta o próprio salão. Assim a coisa não funciona, principalmente para quem trabalha com cabelos. Quem trabalha com cabelo precisa ter muita dedicação e muitas horas de estudos, cursos e participação de eventos. Assim como outros profissionais da beleza também precisam se dedicar muito para fazer um trabalho bem feito. Eu frequento muitos cursos e ainda não comecei atuar porque não me sinto preparada. Em TODOS(sim, eu disse TODOS) os cursos que eu frequento, os professores ou técnicos frequentemente precisam parar a explicação e pedir para as pessoas NÃO CONVERSAREM durante o curso E NÃO ATENDER O CELULAR durante a explicação e na sala de aula. São esses profissionais que estão indo para o mercado de trabalho.

  40. 42Jacira

    Gente,me ajudem indicando um bom cabeleireiro que saiba cortar
    cabelo cacheados e volulosos curtos.Fui em um salão da av.7 setembro
    em frente ao colegio positivo,levei a foto e tudo mais fiz ate uma
    escova progressiva pra ajudar no corte,mas,a senhora que me atendeu
    nunca soube o que é repicar cabelo ela simplesmente atorou meus cabelos
    sabe quando corta com faca?Então ficou igual quase chorei de raiva
    e nunca mais pisei lá.

Leave a Reply